-Publicidade-

STF provoca briga interna no PT

Petistas travam embate na Justiça após decisão da Corte
Por cargo na Alesp, petista briga com petista | Foto: DIVULGAÇÃO/PT/CANVA
Por cargo na Alesp, petista briga com petista | Foto: DIVULGAÇÃO/PT/CANVA | pt x pt - stf - márcio maurici - beth sahão

Petistas travam embate na Justiça após decisão da Corte

pt x pt - stf - márcio maurici - beth sahão
Por cargo na Alesp, petista briga com petista | Foto: DIVULGAÇÃO/PT/CANVA

Ontem, Oeste noticiou que, graças à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), haverá mudança de petista na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp): sai Beth Sahão; entra Mário Maurici.

Leia mais: “Quem é o petista que graças ao STF escapou da Lei da Ficha Limpa?”

Apesar de envolver dois filiados do PT, a alteração ocorre de forma litigiosa e remete às eleições gerais de 2018. Na ocasião, Maurici chegou a ser eleito deputado estadual de São Paulo, mas foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de assumir o cargo, pois foi barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Com o colega de partido impedido de ocupar cadeira na Alesp, Beth foi diretamente beneficiada. Terminou o pleito como primeira suplente da coligação composta pelo PT para o Legislativo paulista, só que, de acordo com o parecer de então da Justiça Eleitoral, ela assumiu o mandato de deputada estadual desde o início da atual legislatura.

petista mário maurici - alesp - lei da ficha limpa
Maurici chega à Alesp graças ao STF | Foto: REPRODUÇÃO/DGABC

Eis que vem o STF

Ex-diretor-presidente da Ceagesp, Márcio Maurici chegou a ser considerado “ficha suja” porque o órgão teve contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) durante a sua gestão. Ao afirmar que não houve provas de dolo, o STF mudou esse entendimento e, assim, permitiu que o petista assumisse como parlamentar.

Com isso, Beth Sahão foi quem recorreu ao Poder Judiciário para tentar se manter na Alesp. No entanto, não obteve êxito. Embargos de declaração movidos pela defesa ela foram negados pelo STF na última semana. Dessa forma, coube ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) dar fim à história e ordenar a diplomação de Maurici como deputado estadual.

De volta à suplência no Legislativo de São Paulo e derrotada no embate judicial com um colega de PT, Beth já anunciou que disputará as eleições deste ano. A agora ex-deputada estadual se coloca como pré-candidata do partido à prefeitura de Catanduva, município do interior paulista.

beth sahão - pt - stf
Beth Sahão: ex-deputada estadual e pré-candidata a prefeita | Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Ele não dividiu a grana roubada da Ceagesp com quem de direito? Roubar, roubou. É petralha, é sintomático. Roubam até o nosso só no.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês