-Publicidade-

Vereador do MBL comemora apoio de petista

Fernando Holiday foi eleito 2º secretário da Câmara de São Paulo
Fernando Holiday, membro do MBL e vereador paulistano pelo Patriota; eleito segundo-secretário no Legislativo municipal com voto de petista
Fernando Holiday, membro do MBL e vereador paulistano pelo Patriota; eleito segundo-secretário no Legislativo municipal com voto de petista | Foto: Reprodução/Instagram

O ano começou com membro do Movimento Brasil Livre (MBL) comemorando o apoio recebido de político do Partido dos Trabalhadores. O vereador Fernando Holiday (Patriota) foi eleito segundo-secretário da Câmara Municipal de São Paulo e recebeu 41 votos para ocupar o cargo na Mesa Diretora da Casa. Para isso, contou com suporte de ao menos um petista.

Leia mais: “Eleições 2020: servidores-candidatos são suspeitos de irregularidades”

Um dos vereadores a votar em Holiday foi Eduardo Suplicy (PT). Tal apoio fez o militante do MBL manifestar-se positivamente na internet. “Um voto em especial surpreendeu a mim e a todos”, afirmou Holiday em postagem no Twitter. “Eduardo Suplicy (PT) votou em mim, contrariando o seu partido. Isso porque, apesar dos embates, sempre nos respeitamos”, vibrou o parlamentar filiado ao Patriota.

Outros cargos

O PT não ficou de fora da Mesa Diretora da Câmara Municipal paulistana. O partido de esquerda terá a primeira-secretaria, a cargo de Juliana Cardoso. Além da petista e do membro do MBL, o comando da Casa legislativa contará com Milton Leite (DEM), Rute Costa (PSDB) e Atílio Francisco (Republicanos). Eles foram eleitos presidente, primeiro-vice-presidente e segundo-vice-presidente, respectivamente. Por fim, George Hato (MDB) e Milton Ferreira (Podemos) ficaram como suplentes; e Gilberto Nascimento (PSC) tornou-se corregedor-geral da Câmara Municipal de São Paulo.

“Sem palavras”

“Obrigado a todos pela eleição, sem palavras”, declarou Milton Leite em discurso após a definição da composição da Mesa Diretora. Ele aproveitou o momento para fazer um aceno à única concorrente que teve na disputa pelo comando da Casa, Erika Hilton (Psol). “Cumprimento a vereadora Erika, que terá suas posturas respeitadas neste plenário”, declarou o político filiado ao DEM.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês