Passaporte da vacina: Mourão afirma que decisão de Barroso tem de ser cumprida pelo governo

Documento passou a ser obrigatório para viajantes vindos do exterior depois de decisão do ministro do STF
-Publicidade-
Mourão não quis comentar o teor da decisão de Barroso
Mourão não quis comentar o teor da decisão de Barroso | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso sobre o passaporte da vacina tem de ser obedecida. É o que disse o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, nesta segunda-feira, 13.

Conforme noticiou a Revista Oeste, o juiz do STF mandou o Executivo exigir o passaporte da vacina de todos os viajantes que desembarcarem no Brasil. Protocolado pela Rede, o pedido foi aceito pelo magistrado na semana passada.

“Decisão judicial não se comenta, né, se cumpre”, afirmou Mourão, em conversa com jornalistas, na chegada ao Planalto nesta manhã. Devido à decisão de Barroso, o governo deve editar uma nova portaria.

-Publicidade-

Em declarações públicas, o presidente Jair Bolsonaro se manifestou contra a adoção do passaporte da vacina. Segundo Bolsonaro, o documento não comprova a imunização, visto que há vacinados que contraem a covid-19.

Mourão não quis comentar o teor da decisão de Barroso. O general limitou-se a dizer que a canetada do magistrado gera “atrito” entre os Poderes. “Essa discussão eu acho que é uma discussão que não cabe.”

Barroso e o passaporte da vacina

A decisão de Barroso abre ressalva a quem tenha restrições médicas aos imunizantes e a quem venha de países sem disponibilidade de vacinas. Nesses casos, o ministro afirmou que os viajantes devem passar por uma quarentena. A decisão liminar de Barroso será levada para referendo no plenário virtual do STF.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

20 comentários Ver comentários

  1. Acho que a suposta direita brasileira ainda não conseguiu mostrar que é capaz de resgatar o país, mesmo no longo prazo. O longo prazo, talvez nem exista. Lula é o candidato do sistema para 2022, portanto, dia 31 de dezembro de 2022 é todo o prazo disponível.

    O “acordo” de 9 de Setembro, por exemplo, ainda não foi digerido. Muita gente tem guardado o silêncio, mas a decepção foi muito grande. Não estou me referindo a algum tipo de manobra inconstitucional, mas do recuo no combate às inconstitucionalidades já existentes e que, como num passe de mágica, foram esquecidas. Elas continuam exatamente onde estavam.

    As urnas eletrônicas infraudáveis e o sistema eleitoral inquestionável, por exemplo, mantidos graças a uma imposição do STF sobre o Congresso, mudou de “La garantía soy yo” para “La garantía somos él y yo”, e nada mudou.

    Dar murro em ponta de faca não é uma coisa que se consiga fazer por muito tempo. O povo precisa acreditar que é possível vencer.

  2. Mourão, por favor, como vice presidente que tal informar que a turminha do stf tem que cumprir à risca a Constituição e não interpretá-la conforme a conveniência individual dos mesmos?

  3. Tem que ser cumprida porque o povo brasileiro é covarde, ainda não entendeu que só a vontade popular é que vai fazer com que as FFAA coloque esses vagabundos do “stf”no seu devido lugar. O Presidente Bolsonaro está de mãos atadas.

  4. Esses generais dessas “forças armadas” estudaram (pelo menos é isso que eu imagino que esses caras fazem por lá) tanto para resultar numa anta dessas aí? É isso que é um general que tantas pessoas depositam tanta confiança, me excluam disso pois nunca colocaria minha vida nas mãos de indivíduos desse “calibre” (para ficar mais adequado). Em vistas dessa fala idiota desse imbecil, eu só posso concluir que esse alto comando está entregue a tipos como esse e que estão a serviço desses capa pretas, devemos então nos voltar para a esquerda para ajudar a acabar com essa merda de país.

  5. Já estamos vivendo o modelo chinês de regime. O partido único do Brasil é o STF. Com a atual “ordem” constitucional, foi esfacelado a República Federativa do Brasil. Aceitem a República Popular do Brasil! Ou saiam às ruas! Que saudades dos corajosos brasileiros da década de 60 🙁

    1. Eu continuo apoiando meu presidente até o fim, mas sinceramente esperava mais coragem dele. Acho que abaixando tanto assim pro stf ele vai acabar mostrando a bund@.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.