-Publicidade-

Pazuello garante 22 milhões de doses de vacina para março

Em estimativa mais otimista, o ministro prevê a chegada de até 38 milhões de doses do imunizante contra a covid-19
Segundo Pazuello, no fim do primeiro semestre de 2021 será possível produzir vacinas com insumos nacionais na Fiocruz
Segundo Pazuello, no fim do primeiro semestre de 2021 será possível produzir vacinas com insumos nacionais na Fiocruz | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a pasta tem a garantia da chegada de 22 a 25 milhões de doses da vacina contra covid-19 em março. O volume, de acordo com ele, pode chegar a 38 milhões. A declaração foi feita durante cerimônia no Palácio do Planalto para sanção de projetos que ampliam a capacidade de compra dos imunizantes pelo governo federal. De acordo com o ministro, no fim do primeiro semestre de 2021 será possível produzir vacinas com insumos nacionais na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), inclusive com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) fabricado no Brasil. “Em doses importadas, contratadas e empenhadas para laboratórios internacionais, nós temos muitas incertezas de recebê-las. Não é simples, como é receber do Butantan ou da Fiocruz”, disse Pazuello, na cerimônia. Um dos projetos sancionados pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira, 10, permite a compra de doses por Estados e municípios e pela iniciativa privada. Pazuello ressaltou, porém, que todos os imunizantes comprados serão coordenados dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI), executado pelo Ministério da Saúde. Outra proposta sancionada dá aval para a compra de doses pela iniciativa privada. As medidas darão mais celeridade ao combate contra o novo coronavírus, afirmou o ministro.

Leia também: “Lira e Pacheco cobram de Pazuello explicações sobre plano de vacinação”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.