Petistas fazem ‘emboscada’ e tentam agredir Ciro com pedaços de pau

Depois de ser vaiado durante seu discurso, pré-candidato do PDT ao Planalto quase foi agredido ao deixar a Avenida Paulista
-Publicidade-
Ciro Gomes foi vaiado e hostilizado por militantes petistas durante ato contra o presidente Jair Bolsonaro
Ciro Gomes foi vaiado e hostilizado por militantes petistas durante ato contra o presidente Jair Bolsonaro | Foto: Divulgação

Faltou gente na manifestação convocada pelo PT e seus satélites da esquerda no sábado 2, mas a baixa adesão não foi suficiente para arrefecer os ânimos da militância. Os petistas deram uma nova demonstração de intolerância, e desta vez uma das vítimas foi um antigo aliado: o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

Depois de ser fortemente vaiado durante seu discurso na Avenida Paulista, em São Paulo — pela manhã, Ciro já havia participado do ato esquerdista no Rio de Janeiro —, o pré-candidato do PDT ao Palácio do Planalto foi vítima de uma “emboscada” armada por militantes do PT.

Leia mais: “O Brasil dos institutos de pesquisas foi às ruas”

-Publicidade-

Quando se encaminhava para seu carro, Ciro voltou a ser hostilizado pelos manifestantes. Alguns petistas mais exaltados atiraram garrafas e pedaços de pau contra os vidros do veículo. Na sequência, depois de o pedetista deixar o local, houve uma briga entre os próprios militantes, que acabaram dispersados pela Polícia Militar (PM). Ninguém foi preso.

Ao discursar no caminhão de som, Ciro recebeu vaias e xingamentos de petistas, que entoaram o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ausente na manifestação. Depois de sofrer a tentativa de agressão, Ciro afirmou que o Brasil é maior do que o “fascismo travestido de vermelho e de verde e amarelo” e disse não ter ouvido as vaias. Segundo o ex-ministro, a ação violenta partiu de “meia dúzia de bandidos travestidos de esquerda que se acham donos da verdade”.

Leia também: “Desde 2019, Lula e Ciro, juntos, receberam quase R$ 1 milhão em salários”

Em nota, o PDT informou que “meia dúzia de militantes petistas que estavam em um bar, visivelmente alterados, tentaram hostilizar Ciro e o presidente [do partido] Carlos Lupi”. “São atos covardes de quem não está interessado no país. Esses covardes não intimidarão quem quer que seja”, afirmou a agremiação.

Leia também: “Esquerda critica presidente da UNE por aproximação com FHC e Ciro”

Dirigentes de outras legendas de esquerda que organizaram o ato se solidarizaram a Ciro. A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, classificou a tentativa de agressão como “incidente lamentável”.

Nos últimos anos, Ciro tem subido o tom das críticas a Lula e aos governos petistas — dos quais participou no primeiro escalão, é bom lembrar. A militância do PT não o perdoa por ter viajado a Paris depois de derrotado no primeiro turno das eleições de 2018, ficando de fora da campanha de Fernando Haddad no segundo turno contra Jair Bolsonaro.

Leia também: “PDT convida Datena para ser vice de Ciro ou candidato a governador”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

24 comentários Ver comentários

  1. kkk Nem entre si os marginais não se entendem! Vagabundos desocupados, a começar pelos marginais das cúpulas dessas facções (9 Dedos, Cangaceiro de araque, messalinas de terceira e por aí afora)!

  2. Com tantos anos vividos na política brasileira, o cara sendo raposa velha como sempre foi, cai nessa!! É como o amigo (Edson Carlos de Almeida) acima disse, um BAITA ZÉ RUELA…

  3. Parece que saíram correndo com um PAU atrás DAQUELA Sjmpsin, Brasilia Ridrigues da CNN. Conforme especialistas ela assustou com o pau. Ou o pau assustou com ela. Os especialistas ficaram em dúvida.

  4. Esse é o outro CIRCO que se apresenta pelo Brasil, o primeiro todos sabemos é a CPI. Dia 15 novembro devem ser mais impactante essas manifestações quebrando de vez as coligações, terceiras vias e etc……Enquanto isso os milhões que se manifestaram em 7/9 seguem na jornada para exorcizar os comunas e agregados .

  5. Quero mesmo que essa esquerdalha se lasque e briguem muito entre eles, os vagabundos, vendo que o “investimento” naquele carro de som nababesco não valeu a pena, passaram a se agredir mutuamente, talvez contrariados com o resultado do triste espetáculo promovido por eles. Aí acharam a figura do Cangaciro pela frente e pensaram: Vai ser ele!

  6. Se estivessem TRABALHANDO, nada disto teria ocorrido. Os problemas do País não se resolvem com MANIFESTAÇÕES E RADICALISMO. Os problemas do País se resolvem com T-R-A-B-A-L-H-O, MUITO TRABALHO.

  7. Ciroletes Dorianas como Vera Magalhães e Cantanhede devem estar chorando de raiva. Monalisa Perrone também estava em prantos raivosos na CNN. É a raiva do bem.

  8. Um dos grandes problemas de Ciro é a sua tentativa de não se comprometer. É o candidato de “cima do muro”. É um oportunista que não tem lado certo.
    Todas as vezes em que é confrontado por jornalistas sobre assuntos polêmicos como ideologia de gênero, aborto, etc., desvia da resposta como cobra no granito molhado (rs).
    E essa sua tentativa de não se comprometer e atirar em todo mundo traz esses resultados violentos, pois provoca a ira de esquerdistas radicais, principalmente.
    Lamentável a agressão? Sim! Surpresa? Não!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.