-Publicidade-

PF mira presidente petista da Assembleia do RJ

Agentes cumprem mandado de busca e apreensão contra André Ceciliano
Petista, André Ceciliano preside a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM/ALERJ
Petista, André Ceciliano preside a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM/ALERJ | Petista, André Ceciliano preside a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM/ALERJ

Agentes cumprem mandado de busca e apreensão contra André Ceciliano

pf
Petista, André Ceciliano preside a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro | Foto: DIVULGAÇÃO/SECOM/ALERJ

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT), foi alvo de um mandado de busca e apreensão da Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira, 28, na mesma operação que afastou do cargo o governador Wilson Witzel (PSC-RJ). Ao todo, foram expedidos 17 mandados de prisão — seis preventivas e 11 temporárias — e 72 de busca e apreensão pelo Superior Tribunal de Justiça.

Conforme a Procuradoria-Geral da República (PGR), o governo do Rio estabeleceu um esquema de propina para a contratação emergencial e para liberação de pagamentos a organizações sociais que prestam serviços à gestão, principalmente nas áreas de saúde e educação. A PGR afirmou que, para tal, Witzel usou o escritório de advocacia da mulher, Helena, para receber dinheiro desviado.

As irregularidades ocorriam por intermédio de quatro contratos simulados no valor aproximado de R$ 500 mil — cerca de R$ 15 mil mensais de cada uma das quatro. Não há ordem de prisão contra o governador. Entre os implicados na ação da PF está o presidente do Partido Social Cristão, Pastor Everaldo, que foi preso pelos agentes em razão de suposto envolvimento no esquema de desvios de dinheiro público.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Sabes o que dirá os esquerdistas que quanto atinge eles? É perseguição! Partidos de bandidos que não assumem a quadrilha que montaram

    1. É casuísmo a proposta de analogia feita por Alcolumbre e Maia, entre a reeleição de Presidente da República, Governadores e Prefeitos, com as que eles pretendem para Câmara e Senado. Ocorre que aquelas se dão pelo voto direto da população, enquanto a que os dois pretendem se dá pelo voto indireto do povo, ou seja, pelos congressistas. Além do mais, a C.F. proíbe EXPRESSAMENTE a reeleição pretendida por Maia e Alcolumbre.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês