Podemos quer Moro candidato à Presidência da República pelo partido em 2022

Legenda avalia fazer convite ao ministro da Justiça e articulação tem a bênção do senador Álvaro Dias, ex-candidato pela sigla
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Partido avalia fazer convite ao ministro da Justiça e articulação tem a bênção do senador Álvaro Dias, ex-candidato pela sigla

Foto: Reprodução/Redes Sociais
-Publicidade-

O Podemos quer Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, como o candidato do partido à Presidência da República nas eleições de 2022. A legenda rompeu com o Centrão ainda em 2019 e entende que os dois têm a química perfeita para uma aliança. A ideia é dar um respiro para Moro e fazer a proposta de filiação em breve.

Integrantes do partido como o senador Alvaro Dias (Podemos-PR), líder da legenda na Casa, devem fazer essa ponte com o agora ex-ministro. Nas eleições de 2018, Dias, então candidato à presidente, defendeu uma ampla agenda de combate à corrupção e tinha como promessa, nomear Moro como seu ministro da Justiça e intensificar as ações da Operação Lava Jato.

A presidente nacional do partido, deputada Renata Abreu (Podemos-SP), disse que o partido está de portas abertas. Mas admitiu vai esperar uma sinalização da parte dele, antes de formalizar qualquer convite. “A gente sempre respeitou o papel dele como ministro e então a gente nunca fez um convite formal. Mas para nós do Podemos, seria maravilhoso que ele viesse para o partido. Não creio que ele está pensando nisso neste momento, mas se for a vontade dele, o Podemos está de portas abertas”, afirma.

Natural de Quatá (SP), Dias construiu sua história política no Paraná, onde foi governador e, desde 1999, é senador. A ligação com o estado o aproximou de Moro, natural de Maringá (PR), ex-juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba. O partido conta com o bom relacionamento entre ambos para construir essa ponte.

Homem político

O deputado José Nelto (Podemos-GO), pré-candidato do partido nas eleições municipais em Goiânia e ex-líder na Câmara, admite a Oeste que o partido vai tentar a filiação de Moro. “Nós, do Podemos, vamos, realmente, procurá-lo. Porque a linha do Podemos é a do progresso, de um partido que combate a corrupção, os privilégios, o crime organizado. Essa é a nossa luta no Congresso Nacional”, destaca.

A inserção de Moro na política nacional é vista com naturalidade por Nelto. “O Moro, hoje, é do tamanho do Brasil. É um homem político agora. E quem gosta do Brasil gosta da boa política e tem perspectiva, é respeitado. Tem que entrar na política, porque, se não entra, aí entram os ‘mitos’ de barro”, pondera.

O convite a Moro, contudo, não será feito por agora. “O ministro tem que passar por uma quarentena. Acho que ele merece seis meses de descanso. E seria uma grande alegria para o partido se o ex-ministro pudesse se filiar ao nosso partido, mas temos que dar um tempo a ele”, explica.

2021

A ideia é fazer o convite ao fim do ano ou deixar para fortalecer as conversas em 2021. “Este ano Moro não deve se filiar a partido político. Agora, ano que vem, sim. O convite será feito a partir do ano que vem. Ele não é mais juiz. Acabaram, também, as chances de uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal)”, sustenta.

Ao agora ex-ministro, Nelto analisa que sobram duas alternativas. “Entrar para a política ou construir uma boa banca de advocacia. Mas ele sabe que o Brasil nunca precisou tanto dele como vai precisar neste momento”, avalia.

* Com informações de Wilson Lima

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

    1. Vai ficar na torcida. Ele disse ao sair que está a disposição da nação. rsrsrs Mais claro, impossivel. Quer ser presidente do Brasil com o apoio do estamento burocrático.

  1. Então fica mais claro o comportamento do Moro ao sair atirando. Mas acho que não se elege, a esquerda jamais votará nele e a maioria dos eleitores do Bolsonaro votará no atual Presidente.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site