Revista Oeste - Eleições 2022

Políticos e juízes se reúnem em Portugal para seminário de Gilmar Mendes

Nomes como Rodrigo Pacheco, Arthur Lira, Michel Temer, Gilberto Kassab e Aécio Neves participarão de evento em Lisboa
-Publicidade-
Gilmar Mendes, ministro do STF, é o organizador do seminário realizado em Lisboa
Gilmar Mendes, ministro do STF, é o organizador do seminário realizado em Lisboa | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Depois de um longo período de restrições por causa da pandemia de covid-19, o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), fundado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, retomou as atividades e reunirá, em Portugal, a partir da próxima semana, algumas das figuras mais influentes da nata do poder em Brasília. Representantes do Judiciário, do Legislativo e do Executivo participarão de um seminário organizado pela entidade comandada pelo magistrado. As informações são da revista Crusoé.

Entre os líderes políticos com presença confirmada, estão os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Caberá, inclusive, a Pacheco, recentemente lançado como pré-candidato ao Palácio do Planalto em 2022, fazer o discurso inaugural do fórum, na segunda-feira 15.

O ex-presidente Michel Temer (MDB-SP) e o ex-ministro Gilberto Kassab (PSD-SP) também participarão de uma mesa-redonda que tratará de “presidencialismo de coalizão e semipresidencialismo”.

-Publicidade-

Colegas de Gilmar no STF também marcarão presença no evento em Lisboa, como os ministros Alexandre de Moraes e Dias Toffoli, que integram a programação oficial do seminário. Também haverá integrantes do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Um dos painéis contará com a participação do vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet, a quem cabe investigar denúncias que chegam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Representando o Executivo, a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), foi a primeira a embarcar para a capital portuguesa — ela chegou a Lisboa na terça-feira 9. Segundo a publicação, a ministra ficará no país por dez dias, com as despesas pagas pelo governo. Na programação, também constam seminários organizados pelo deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) e pela senadora Kátia Abreu (PP-TO), bancadas pelo Congresso.

As despesas, que em outras edições do evento ficaram a cargo de grandes patrocinadores da iniciativa privada, agora serão custeadas por entidades organizadoras do seminário, incluindo estadias em hotéis cinco estrelas cujos preços das diárias variam entre R$ 1,2 mil e R$ 2,9 mil.

Portugal Privado

Em 2018, ainda segundo a Crusoé, um evento realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) em parceria com a Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, foi o pretexto utilizado por ministros das Cortes Superiores que agora estão em Portugal para que fizessem passeios e compras em Nova Iorque. Dois anos antes, em 2016, em outro evento promovido pela FGV em Coimbra (Portugal), membros do Judiciário aproveitaram para participar de atividades de lazer com amigos e familiares.

Mensagens capturadas pela Polícia Federal (PF) no celular de Marconny Albernaz Faria, apontado pela CPI da Covid como suposto lobista da Precisa Medicamentos, mostram detalhes de alguns desses passeios. Na época, Marconny era namorado da filha do então presidente do STJ, João Otávio de Noronha, e estava tanto na comitiva de dez ministros da Corte que foram a Portugal quanto em um grupo de WhatsApp criado para compartilhar as experiências da viagem (denominado Portugal Privado).

O evento aconteceu nos dias 5 e 6 de julho de 2016, mas pelo menos três ministros chegaram antes, no dia 3, e permaneceram na Europa até o dia 13. Em uma das trocas de mensagens, o ministro do STJ Sebastião Reis compartilha fotos de lugares visitados durante a estadia. “Nunca imaginei que o Algarve fosse lindo assim”, responde a filha de Noronha, a advogada Ana Carolina Noronha.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

28 comentários Ver comentários

  1. As veias abertas do contribuinte.

    Mas, em breve, não mais leremos notícias dessas orgias. As notícias sobre orgias com dinheiro público estarão proibidas por ameaçarem o Estado Democrático de Direito.

  2. É impressão minha, ou ista é um seminário da ORCRIM?! Vão discutir, propor e aprovar inovações metodológica de ações contra o “Estado Democrático de Direito”, roubando, calando e subjugando a Nação Brasileira e o povo, tudo bancado com dinheiro do contribuinte q. tanta falta faz na aprestação descente de Serviços Públicos Essenciais. Pobre Nação Brasileira!!

  3. Que festa! Que permissividade com o dinheiro alheio. E o povo aqui, sem conseguir fazer alguma coisa pra parar essa gente, pobres trabalhadores que suam dia a dia pra sustentar essa sem-vergonhice. Quem pode parar isso nós sabemos. Por que não param é o que gostaríamos de saber.

    1. Perfeito seu comentário Elma. Direto ao ponto.
      Agora, entre tantas bizarrices, como pode um ministro de uma Suprema Corte ter negócios privados (instituto, faculdade, esposa sócia de grandes bancas etc) e não se julgar impedido de nada. O pior é que, quem deveria bater de frente se omite (MP, PGR, Senado e a própria Corte).

  4. Lá não levar ovada nas ruas. Só vaias e perseguições durante as comprar ao serem reconhecidos….. Pensam estarem seguros lá?, hahahahaha

  5. Com Romário na presidência do Senado e a bandidagem em Portugal, é a hora perfeita pro baixinho botar o impeachment do Alexandre de Moraes em pauta. Vai virar herói nacional. Dia 16, baixinho!

    1. Que farra, essa gente não tem noção nenhuma mais do que é imoral, redículo e escrachante. Já pelo organizador … e Aécio Neves, Rodrigo Pacheco, que deveria estar presidindo essa zona que está o senado, Kassab, Alexandre covarde, tofoli, que farra. Só mais uma forma de gastar nosso dinheiro e gozarem do luxo e mordomias. Uma vergonha que dá asco.

  6. É o fim da picada. Inacreditável no momento atual, esses meliantes todos se reunindo em PORTUGAL. PORTUGAL?????
    Cadê o espírito público, bom senso, piedade do povo brasileiro pagador de impostos? Tem que acabar com isso. Tudo torto.

  7. Momento maldade, já que eles fazem tanto com a gente, então: Bem que poderia participar dessa reunião um certo homem bomba bem recheado e, no final, Kabum!!!

    Se juntar essa turma toda no presídio iram formam muitas facções, canalhas!!!

  8. Como esse suíno mora em Portugal, vai fazer o seminário lá. Pior é ver os políticos saírem daqui gastando o dinheiro público, para prestigiar esse biltre do STF lá em portugal. São uns moralistas das nádegas sujas.

  9. Me digam porque tem que fazer reunião de conspiração em Portugal. Não poderia essa merda ser feita em Brasília. Mesmo sendo as despesas pagas por Patrocinadores, os favores posteriores custarão caro ao Brasil.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.