Por segurança, evento de estreia de campanha de Lula é cancelado

Decisão dos organizadores ocorre a pedido da Polícia Federal
-Publicidade-
O ex-presidente Lula quer voltar ao Palácio do Planalto
O ex-presidente Lula quer voltar ao Palácio do Planalto | Foto: Roberto Casimiro/FotoArena/Estadão Conteúdo

O evento de estreia da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, previsto para a manhã de terça-feira 16 em uma fábrica na zona sul de São Paulo, foi cancelado. A decisão foi tomada a pedido da Polícia Federal (PF).

Os responsáveis pela proteção do petista alegaram razões de segurança aos organizadores. Lula visitaria a metalúrgica MWM, no bairro de Jurubatuba, às 7 horas. A visita havia sido acertada entre a campanha do ex-presidente e a liderança da Força Sindical, que controla o sindicato dos metalúrgicos da capital paulista.

-Publicidade-

Oficialmente, a campanha terá início na terça-feira. Em razão do cancelamento, o evento de estreia passou a ser uma visita à fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo. Isso ocorrerá à tarde.

A equipe da PF que cuida da segurança de Lula enviou um ofício a superintendências regionais da corporação com uma lista de “adversidades” que serão enfrentadas para proteger o petista nas eleições de outubro. Em uma escala de risco de um a cinco, o ex-presidente foi enquadrado no nível máximo.

Entre os problemas a serem enfrentados ao longo da campanha eleitoral, o grupo da PF cita o “acesso a armas de letalidade ampliada decorrente das mudanças legais realizadas em 2019”.

Leia mais: “Lula confirma presença na posse de Moraes no comando do TSE”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.