Prefeito de Criciúma (SC) demite professor que exibiu clipe com teor LGBT+ para alunos de 14 e 15 anos

Ministério Público informou que vai investigar se a exoneração do educador ocorreu dentro dos limites legais
-Publicidade-
O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB) | Foto: Reprodução/YouTube
O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB) | Foto: Reprodução/YouTube

O prefeito de Criciúma (SC), Clésio Salvaro (PSDB), mandou embora um professor de artes da rede municipal que exibiu em sala de aula o clipe da música Etérea, do cantor Criolo, com conteúdo LGBT+. O vídeo foi mostrado para alunos de 14 e 15 anos, do 9º ano da Escola Municipal Pascoal Meller.

O clipe e o documentário lançado têm a participação de representantes do movimento de esquerda. A letra da música prega “necessária quebra de padrões e abertura de discussões”, além de defender a liberdade de “amores sem imposições”. O educador foi denunciado à Secretaria Municipal de Educação.

“Nas escolas do município, enquanto eu estiver aqui de plantão, isso não vai acontecer. Esse tipo de atitude, essa ‘viadagem’ na sala de aula, nós não concordamos”, disse o prefeito Clésio. “Se os pais souberem de algo parecido que foi exposto para os seus filhos, por favor, entrem em contato.”

-Publicidade-

Repercussão

Depois do ocorrido, o Ministério Público de Santa Catarina abriu um procedimento para apurar possível prejuízo à dignidade humana de caráter coletivo na exoneração do professor, em razão da fala do prefeito.

O cantor Criolo comentou o episódio nas redes sociais: “O clipe e o documentário da música Etérea abrem espaço para o debate na sociedade brasileira”.

Nota da Secretaria Municipal de Educação

“O Governo Municipal de Criciúma, por meio da Secretaria de Educação, vem a público esclarecer que a prática pedagógica de professores da rede de ensino é orientada a partir das Diretrizes Curriculares, por meio do Plano de Ensino Unificado. Esse plano reúne os conteúdos que deverão ser ministrados junto aos estudantes em cada ano letivo.

Ressaltamos que o episódio recente, envolvendo conteúdo inapropriado em vídeo apresentado por um dos professores, além de não constar no Plano de Ensino da Rede, estando, portanto, em desacordo com a proposta do Conselho Nacional de Educação, não será tolerado pela Administração Municipal de Criciúma.”

Leia também: “Os mais recentes ataques da linguagem neutra”, reportagem publicada na Edição 71 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro