Prefeito de Cuiabá é afastado do cargo

Emanuel Pinheiro é investigado por improbidade administrativa
-Publicidade-
Emanuel Pinheiro foi afastado do cargo
Emanuel Pinheiro foi afastado do cargo | Foto: Reprodução/Redes sociais

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), foi afastado do cargo nesta terça-feira, 19, por ordem da Justiça. O político é investigado por improbidade administrativa e cometimento de ilegalidades na Secretaria Municipal de Saúde. Como desdobramento da investigação, o chefe do gabinete da prefeitura, Antônio Monreal Neto, foi preso preventivamente.

Ainda na manhã desta terça-feira, o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu mandados de busca e apreensão no prédio da sede da prefeitura e na casa de Pinheiro e de sua esposa, Márcia Aparecida Kuhn Pinheiro. Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), as medidas foram solicitadas de forma cautelar.

-Publicidade-

Os mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens atingem ainda o ex-coordenador de Gestão de Pessoas da prefeitura, Ricardo Aparecido Ribeiro.

Em nota, o prefeito se manifestou.

“O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, informa que recebeu notificação judicial na manhã de hoje (19) sobre investigação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Recebeu com surpresa a decisão que gerou o afastamento de suas funções em razão de apuração por contratação irregular de servidores da Saúde em Cuiabá.

Amparado pela transparência, o gestor público posteriormente irá se manifestar à população e à imprensa.

Reitera que está à disposição das autoridades competentes e vai colaborar para o pronto esclarecimento dos fatos.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.