Prefeitura de São Paulo suspende distanciamento social em teatros e cinemas

Medida passa a valer a partir de amanhã, sexta-feira 15
-Publicidade-
Ricardo Nunes ainda não retirou a exigência do uso de máscara em SP
Ricardo Nunes ainda não retirou a exigência do uso de máscara em SP | Foto: Roberto Casimiro/FotoArena/Estadão Conteúdo

A prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 14, a suspensão da obrigatoriedade de distanciamento social entre as pessoas nas salas de teatros e cinemas. Anteriormente, os cidadãos tinham de manter distanciamento de pelo menos 1 metro para supostamente evitar a propagação do coronavírus.

“A partir de amanhã, já está liberado. É possível que se faça a utilização dos espaços sem que tenha o espaçamento de 1 metro entre uma cadeira e outra”, explicou o prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB).

A orientação é para que os locais que recebam público superior a 500 pessoas peçam o passaporte sanitário, com a comprovação de pelo menos uma dose. Conforme noticiou Oeste, o uso de máscara continua obrigatório, assim como a disponibilização de álcool em gel em todos os equipamentos.

-Publicidade-

A medida foi anunciada depois da queda no número de casos e mortes provocadas pelo novo coronavírus na capital paulista.

Leia também: “Estão politizando o tratamento precoce”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.