Prefeitura do Rio de Janeiro amplia medidas restritivas

Segundo Eduardo Paes, o objetivo é conter o avanço do novo coronavírus
-Publicidade-
Novas medidas de trancamento serão impostas pelo prefeito Eduardo Paes
Novas medidas de trancamento serão impostas pelo prefeito Eduardo Paes | Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), disse nesta quinta-feira, 18, que reunirá o comitê científico que assessora a gestão municipal, na segunda-feira 22, para definir medidas mais restritivas para conter o avanço do novo coronavírus. “A antecipação dos feriados do mês de abril certamente será uma delas”, escreveu, no Twitter. Mais cedo, ao participar da inauguração do BioParque do Rio de Janeiro, o antigo Jardim Zoológico da cidade, Paes disse estar discutindo a possibilidade de antecipação dos feriados da Semana Santa, de Tiradentes e de São Jorge já para os próximos dez, 15 dias, “para que a gente possa ter um momento de interrupção da transmissão do vírus”. O prefeito também afirmou que conversou com o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), para que as medidas sejam adotadas em toda a região metropolitana. “Não é admissível que a gente tome medidas aqui e, no nosso entorno imediato, essas mesmas medidas não sejam tomadas”, disse. “Faço um apelo ao governo federal, por ações efetivas de diminuição do sofrimento da população mais pobre e de atividades econômicas que sofrem com a pandemia”, acrescentou Paes, na mídia social. A taxa de ocupação da rede do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital fluminense está em 95% para leitos em unidade de terapia intensiva (UTI) e em 79% para leitos de enfermaria.

Leia também: “Em sentença, juiz considera inconstitucional o lockdown em Ribeirão Preto”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Não entendi esse apelo do EP para o governo federal. Não foram os partidos, governadores e prefeitos que foram ao STF questionar a autoridade do presidente da republica, quanto à gestão das medidas contra a pandemia?

  2. “Faço um apelo ao governo federal, por ações efetivas de diminuição do sofrimento da população mais pobre e de atividades econômicas que sofrem com a pandemia”… faz o apelo pela população mais carente e fecha tudo????? Mais do mesmo!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site