Presidente do STF fala que ‘impeachment’ de Bolsonaro seria um desastre para o Brasil

"O País precisa se reerguer economicamente, atrair investidores e consolidar a nossa democracia", afirma o ministro Luiz Fux

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Da esquerda para a direita o presidente do STF, Luiz Fux, e o presidente da República, Jair Bolsonaro | Marcos Correa/PR
Da esquerda para a direita o presidente do STF, Luiz Fux, e o presidente da República, Jair Bolsonaro | Marcos Correa/PR
Da esquerda para a direita o presidente do STF, Luiz Fux, e o presidente da República, Jair Bolsonaro | Marcos Correa/PR

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal, se posicionou contrário a um eventual impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro. Neste sábado, 6, ao jornal o Estado de S.Paulo, o magistrado disse que o afastamento seria um  “desastre para o País”.

“O impeachment é um processo político que o Supremo não pode nem se intrometer no mérito”, avisou o jurista. “Mas, em uma pós-pandemia, em que o País precisa se reerguer economicamente, atrair investidores e consolidar a nossa democracia, eu acho que seria um desastre para o País. O Brasil não aguenta três impeachments. O Brasil tem de ouvir o povo e o povo é ouvido através de seus representantes que estão no Parlamento. Acho que o impeachment seria desastroso.”

-Publicidade-

Leia também: “STF libera a privatização da Casa da Moeda e outras 5 estatais”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Esse papo de impeachment criado pela extrema-imprensa, esquerdistas, etc, é uma falácia. Não há crime e tampouco apoio popular para o afastamento do PR. Agora, espero que o Presidente Fux consiga fazer uma arrumação no supremo.

    1. E seria o maior golpe da história do país!! Cadê a corrupção no governo, onde está a roubalheira generalizada como em governos anteriores, cadê o crime efetivo? Simplesmente não há. Não venham com essa falácia de genocida!! Temos neurônio, isso é discurso de adorador daquele bandido de estimação e de esquerdistas.

  2. Não é curioso|? Foi só o Presidente Bolsonaro conseguir vitória com a conquista das presidências da Câmara e Senado que vem o Presidência do STF com esse discurso sobre o óbvio ululante.
    Por que não disse essa obviedade em 2020, STF?

  3. Quando o STF reverbera o óbvio, normalmente deixa de errar.
    Quero ver câmara de deputados ou senadores acatarem esses pedidos CONTRA TODA UMA NAÇÃO, pautas q partem de partidos subversivos já eliminados, como Psol, PcdoB, PT, Psdb!!!
    Agora o DEM, a ala menos pragmática, se juntando a nós brasileiros de bem para uma RECONSTRUÇÃO mais célere, sequer precisaremos de urnas com votos impressos. Alô Bahia?, Alô NE,
    Alô SP, Alô MG, alô Brasil, até 2.026!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.