Preso, deputado do PSL é denunciado pela Procuradoria-Geral da República

Para o órgão, Daniel Silveira foi responsável por 'agressões verbais e graves ameaças contra ministros' do STF
-Publicidade-
O deputado Daniel Silveira: preso a mando do STF e denunciado pela PGR
O deputado Daniel Silveira: preso a mando do STF e denunciado pela PGR | Foto: Plínio Xavier/Agência Câmara

Mais um revés para o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) nesta quarta-feira, 17. Depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir por unanimidade a manutenção de sua prisão, o parlamentar caiu na mira do Ministério Público Federal (MPF). Isso porque ele foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Leia mais: “Partidos de esquerda vão representar contra Daniel Silveira no Conselho de Ética”

Assinada pelo vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, a denúncia ressalta que Silveira foi além de questões protegidas pela imunidade parlamentar. Entre outros pontos, o representante do MPF fala em “agressões verbais e graves ameaças contra ministros” do STF. O membro da PGR ainda analisou que ele instigou animosidade entre as Forças Armadas e a Suprema Corte brasileira.

-Publicidade-

A denúncia formulada por Jacques de Medeiros não fica restrita, contudo, ao vídeo divulgado na terça-feira 16 por Daniel Silveira nas redes sociais — material que fez o ministro Alexandre de Moraes determinar sua prisão. Apresentado formalmente ao STF nesta quarta-feira, 17, o documento da PGR também faz referências a conteúdos protagonizados pelo deputado em novembro e dezembro do ano passado. “Na ditadura você é livre, na democracia é preso!” e “Convoquei as Forças Armadas para intervir no STF” foram os títulos dos vídeos, respectivamente, informa a equipe de comunicação do MPF.

“Insultos, ameaças e impropérios dirigidos aos ministros do Supremo”

“Neste último vídeo, não só há uma escalada em relação ao número de insultos, ameaças e impropérios dirigidos aos ministros do Supremo, mas também uma incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o tribunal, quando o denunciado, fazendo alusão às nefastas consequências que advieram do Ato Institucional nº 5 […], cita expressamente a cassação de ministros do Supremo, instiga os membros da Corte a prenderem o general Eduardo Villas Bôas, de modo a provocar uma ruptura institucional”, afirma Jacques de Medeiros em trecho da denúncia contra o deputado federal do PSL.

Além da denúncia da PGR

Eleito em 2018 pelo PSL do Rio de Janeiro, Daniel Silveira é um ex-policial militar e entrou na política partidária como apoiador do então presidenciável Jair Bolsonaro. Alvo nos inquéritos sobre fake news e atos antidemocráticos que correm no STF, ele foi preso na noite da terça-feira 16 por agentes da Polícia Federal, que cumpriram ordem vinda do ministro Alexandre de Moraes, do STF. De acordo com o magistrado, a prisão fez-se necessária porque entendeu que o parlamentar teria sido flagrado promovendo ações contra o Estado democrático de Direito — entendimento esse contestado pela advogada do congressista e por juristas.

Leia também: “A mágica e os milhões dos grandes escritórios de advocacia”, reportagem publicada na Edição 43 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários

  1. Se o Congresso não REAGIR à TIRANIA do STF e da PGR, é melhor fechar.
    Votamos pra sermos representados por DEPUTADOS e SENADORES e não pra ficarmos REFÉNS dos abusos INCONSTITUCIONAIS dos TOGADOS e MPF.
    #PGRVergonhaNacional
    #STFVergonhaMundial

  2. A esquerda pretende esticar a corda ao máximo, a ponto de alguns de nós menos covardes, se revoltarem e responderem quase à altura das manifestações dela.

    De genocida a nazista, membros do STF já classificaram o Presidente da República e as Forças Armadas, e isso não é jogar uma instituição contra outra e tampouco ofender a honra do Presidente e da instituição militar?
    De desejo de esfregar a cara do Presidente no asfalto, lamentar a facada não eficaz, e torcer para que ele suicide, outros tantos da política, imprensa e dos artistas falam diuturnamente, e isso não é ataque além da honra a instigação de crimes contra o Presidente?

    São por demais toscos, medíocres. Mereciam eles próprios correrem atrás de construírem suas casas, fazerem suas próprias cirurgias, transportarem a si e aos seus, prepararem o solo, semearem, regarem, colherem, transportarem e produzirem seus próprios pães e demais alimentos, ao invés de ficarem atrapalhando quem só quer trabalhar para o bem de todos!

    A esquerda, aparelhou todos os órgãos, o STF é o principal agente, repleto de militância das pautas, membros e associações de esquerda!

    Triste País que tem muito a trabalhar para se livrar dessa maldita pecha de cidadãos doutrinados!

    1. Sinto que se chega a esse momento tenso por conta exclusiva do aparelhamento do Estado durante os últimos 30 anos. Não que Eu concorde com esta forma de mostrar a todo o País, a que grau de turbidez chegaram os poderes Legislativo e o STF.
      Insisto que as desavenças entre esses poderes a nós interessa e muito, já que não conseguimos nos unir para EXIGIR do legislativo, esse que nos trai assombrosamente, pelas questões de ORDEM que vêm atravancando o País:
      PEC DA BENGALA
      PEC DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA
      FIM DO FORO PRIVILEGIADO
      VOTO IMPRESSO E ELETRÔNICO.
      Se nós POVO não nos unimos, acima de partidos políticos e ideologias, para junto ao Congresso Brasileiro buscar o que nos interessa, o que nos compete, teremos esses fatos e mais, absurdamente inconsequentes de todos os lados das instituições, como se tivéssemos como cães, buscando morder o próprio rabo.
      Ruím para o STF,
      Ruím para o Congresso
      Ruím para o POVO deste País.

  3. Na minha opinião, é um ataque coordenado para tumultuar o andamento da agenda do Brasil.
    Aras tirou a máscara. Nunes Marques já foi enquadrado pelo supremo e não tem testosterona suficiente. O próximo indicado para o Supremo, tem que ser um guerreiro nato, tipo Weintraub. Uma pergunta que não quer calar: Questionamos Deus, Jesus e por que não a INSTITUIÇÃO do supremo?

  4. Necessitamos de estadistas firmes contra a TIRANIA.
    Lembremo-nos do maior do Sec XX contra Hitler: “An appeaser is one who feeds a crocodile—hoping it will eat him last.” Sir Winston Churchill, Reader’s Digest, December 1954.
    “Um apaziguador é alguém que alimenta um crocodilo na esperança de ser o último a ser devorado”

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro