-Publicidade-

Procuradores lamentam postura de Gilmar Mendes e defendem Lava Jato

ANPR afirmou que o ministro desrespeitou a Lei Orgânica da Magistratura e agiu "como se estivesse acima da legislação"
Ministro do STF Gilmar Mendes
Ministro do STF Gilmar Mendes | Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

Após Gilmar Mendes comparar a Lava Jato a um “esquadrão da morte”, a Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) divulgou uma nota nesta sexta-feira 12 em que defende os integrantes da operação e afirma que o ministro desrespeitou a Lei Orgânica da Magistratura e agiu “como se estivesse acima da legislação”.

A associação destaca que a declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal ofende, além dos procuradores envolvidos na operação, os próprios colegas de Corte, além de magistrados de todas as instâncias do Judiciário brasileiro que, em diversos julgamentos ocorridos, validaram dezenas de ações penais promovidas.

Leia mais: “Gilmar Mendes libera Crivella de prisão domiciliar”

“Como se estivesse acima da legislação, Gilmar Mendes, mais uma vez, manifesta opinião sobre processo pendente de julgamento, o que é expressamente vedado”, afirma a ANPR.

A ANPR entende que o ministro tem o intuito de enfraquecer o Ministério Público brasileiro, “instituição independente e essencial ao país”.

“Como integrante da mais alta Corte do país, o ministro Gilmar Mendes deveria se portar em respeito às normas, à Constituição e visando preservar a imagem do Supremo Tribunal Federal, buscando o fortalecimento e não o enfraquecimento das instituições, essas sim, essenciais ao país”, finaliza a nota.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

15 comentários

  1. Que pena é só lamento!!
    Nunca + teremos sergios nem moros. Muito menos FFAA.
    Se somos gados agradeçamos. Em breve sobras de vinhos premiados.

  2. Produzimos uma maior quantidade de faculdades de Direito, e consequentemente de seus operadores, muito maior do que o suportado pela sociedade. Formamos pessoas incompetentes, incapazes, limitadas e prepotentes, o que é refletido no atraso, descaso, injustiças, e quantidade de processos existentes e pendentes há anos, além de formamos adultos infantilizados, tais como também enorme parcela do pessoal do jornalismo, o pessoal de Comunicação, que longe do campo da produção de bens essenciais à sociedade, atuam levianamente e irresponsavelmente de maneira para atrapalhando o desenvolvimento da sociedade, tentarem aparecer e galgarem um valor maior de Mercado, outros apenas dão vazão ao seu mau-caráter e utilizam o Direito para se locupletarem!

    Gilmar Mendes é um desses, afiliado aos criminosos poderosos, limitado, desajustado, desequilibrado, é absolutamente inadequado para o cargo que ocupa!

    Muito triste termo deixado chegar a esse ponto!

  3. Por que, então, Srs. procuradores, não entram com uma ação contra o ministro perturbador da ordem? Falar sem agir é ser fraco!

  4. Por quê esses procuradores não entram no senado com um pedido de impeachment contra o Beiçola? Uma hora, pressionados pela opinião pública, os senadores podem ter um surto de decência e a cousa caminhar.

  5. O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.

    12 Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram?

    13 Ele, porém, respondendo, disse: Toda a planta, que meu Pai celestial não plantou, será arrancada.
    Peçamos ao senhor .Deus ouvi as nossas preces. Amém

  6. O que o Senado está esperando para dar andamento aos processos de impeachment protocolados contra essa criatura???!!! O cidadão contribuinte já está no limite de sua paciência!!!

  7. Já que o sr. Gilmar Mendes não tem o mínimo de respeito pelo cidadão honesto desse pais, deveria ter a dignidade de renunciar ao salário pago com o sacrifício do povo trabalhador.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês