-Publicidade-

Produtores rurais de São Paulo mantêm ‘tratoraço’ mesmo com recuo de Doria

Entidade de agricultores e pecuaristas paulistas estima protestos em 450 municípios do Estado
'Tratoraço' contra as medidas do governador João Doria
'Tratoraço' contra as medidas do governador João Doria | Foto: Divulgação/Redes Sociais

Em razão do aumento de ICMS em insumos agrícolas e alimentos decretado pelo governador João Doria, os produtores rurais do Estado de São Paulo marcaram manifestações para a manhã desta quinta-feira, 7, em todo o território estadual. Em meio às ameaças de protesto, o político cancelou o decreto na noite anterior à data programada pelos manifestantes. Ainda assim, os agricultores e pecuaristas paulistas mantiveram os protestos.

Na tarde de quarta-feira, 6, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo estimava que as manifestações ocorreriam em cerca de 450 municípios espalhados por todo o Estado. O presidente da entidade, Fábio Meirelles, acredita que a medida, se levada adiante, elevaria os preços dos alimentos para o consumidor e causaria o aumento dos custos de produção no campo. “A elevação do tributo será refletida na mesa dos cidadãos”, afirmou. “Os impactos também serão sentidos pelos produtores rurais, que terão alta de 7% a 30% em seus custos, índice que, inevitavelmente, serão repassadas aos consumidores.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês