Programa Casa Verde e Amarela: entenda o que está em jogo

A medida é mais um passo de Jair Bolsonaro para avançar em um terreno onde o PT ergueu barreiras históricas para a direita no país
-Publicidade-
(Brasília - DF, 25/8/2020)  Cerimônia de lançamento do programa Casa Verde e Amarela |  Foto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 25/8/2020) Cerimônia de lançamento do programa Casa Verde e Amarela | Foto: Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro aposta suas fichas no eleitorado nordestino, conhecido reduto petista

Cerimônia de lançamento do programa Casa Verde e Amarela | Foto: Marcos Corrêa/PR

Na última quarta-feira, 25, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que dá novas cores a um programa habitacional de alto impacto nas camadas de baixa renda do país, especialmente nas Regiões Norte e Nordeste. O Minha Casa Minha Vida foi rebatizado de Casa Verde e Amarela.

-Publicidade-

A medida é mais um passo de Jair Bolsonaro para avançar em um terreno do eleitorado onde o PT ergueu barreiras históricas para a direita no país.

Para entender o que está por trás da nova política social do governo, leia a matéria de capa da edição 23 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Aqui em MG sabemos do trabalho do novo senador Carlos Vianna. Contudo, não podemos contar com Anastasia e Rodrigo Pacheco, pois não ouvem as vozes e clamores da praça da liberdade que também os elegeram, e vêm contrariando e votando contra as nossas PAUTAS ANTICORRUPÇÃO, pela PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado. Certamente estes jamais serão reeleitos.

  2. Excelente matéria e peço desculpas por ainda ñ ter lido. Graças ao bom Deus o meu trabalho ñ falta durante a pandemia, e continuo empregando aqui em BH. Duas observações ao GOVERNO CENTRAL, ciente q sou da dívida q temos c o NE, já q seus líderes os traíram, e é natural q deva sim ser olhado e realmente assistido, como temos feito.
    1. As aproximações com esses políticos é uma boa prática, mas a fiscalização deve ser rigorosissima, ao estilo Bolsonaro, pelo histórico de mal feitos. E Enqto o Botafogo/Alcolumbre!CONGRESSO continua nos traindo, e ñ pauta o fim do foro privilegiado e a prisão em segunda instância para se separar o joio do trigo, a expectativa é a mesma do q houve na pandemia, as interferências via STF são o perigo, podendo minar lodo só invés da água fresca do velho Chico q nasce aqui, ou de equipamentos israelenses.
    2. Na política tudo sempre se definiu à partir das Minas Gerais, como a água q hj jorra no semi árido nordestino. Foi só FHC trair Itamar Franco, e 25 anos de comunismo, travestido de social democracia nortearam o atraso brasileiro. Portanto, Minas Gerais vilipendiada tbm por esse tipo de gente, pede socorro. E para vencer em 22, seria excelente viabilizar a 381 em obras, por onde o Brasil transporta o PROGRESSO, é o rodoanel norte pelo menos, pois BH não suporta mais tantas mortes no atual anel, indispensável para o abastecimento de pelo menos 60% do BRASIL. Tá vendo? Tudo passa por MG!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.