Protesto em Brasília lembra um ano de prisão de Roberto Jefferson

Político cumpre detenção determinada por Alexandre de Moraes, do STF, em investigação sobre supostos atos antidemocráticos
-Publicidade-
Ato na Praça dos Três Poderes tem protesto contra prisão de Roberto Jefferson
Ato na Praça dos Três Poderes tem protesto contra prisão de Roberto Jefferson | Foto: Reprodução/redes sociais

Um ato na Praça dos Três Poderes, em Brasília, neste sábado, 13, protestou contra a prisão de Roberto Jefferson. O presidente de honra do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) está preso há exatamente um ano, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A manifestação reuniu alguns amigos e simpatizantes do ex-deputado federal, que exibiram uma faixa com a mensagem “Liberdade para Roberto Jefferson”.

A ordem de prisão para Roberto Jefferson foi dada dentro do chamado “inquérito da milícia digital”, que é uma continuidade da investigação que apura supostos atos antidemocráticos.

-Publicidade-

Depois que a ordem de prisão foi despachada, Jefferson cumpriu pena no presídio de Bangu, no Rio de Janeiro, por mais de cinco meses. Em 24 de janeiro deste ano, Moraes determinou que o político do PTB passasse a cumprir prisão domiciliar.

Roberto Jefferson
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

No entanto, o ministro impôs uma série de medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica, a proibição de receber visitas pessoais (apenas acompanhamento médico, de advogados e pessoas da família), e a vedação a qualquer comunicação exterior, inclusive, por meio de redes sociais ou entrevistas para a imprensa.

Mesmo em prisão domiciliar, o ex-deputado federal Roberto Jefferson foi oficializado como candidato à Presidência pelo PTB no último dia 1° de agosto.

Durante a convenção da sigla, em Brasília, o nome do ex-deputado foi aprovado por unanimidade. Segundo Roberto Jefferson, sua candidatura serve como auxílio para a campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL), também candidato à Presidência.

Assine a Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Roberto Jefferson, Sara Winter, e outros, que não são terroristas e homicidas como Cesare Battisti deveriam ser anistiados pelo Presidente da República./

  2. A “carta do circo “em ato pro Molusco Totalflex, nada falou sobre as prisões arbitrárias do aprendiz de ditador Alexandre de morais, burocrata do supremo .

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.