PT aciona o TSE para saber se houve uso de ‘dinheiro público ou ilícito’ nos atos de 7 de Setembro

Pedido está na mesa do corregedor-geral Luís Roberto Salomão, responsável pela ordem que desmonetizou canais conservadores
-Publicidade-
Parlamentar petista sugere que o agronegócio está por trás de suposto financiamento irregular
Parlamentar petista sugere que o agronegócio está por trás de suposto financiamento irregular | Foto: Divulgação

O Partido dos Trabalhadores (PT) foi ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para saber se “recursos públicos ou ilícitos” foram utilizados nas manifestações do Dia da Independência. O pedido foi protocolado pelo deputado estadual Rui Falcão (PT), na quarta-feira 8. A papelada está nas mãos do corregedor-geral do TSE, Luís Roberto Salomão, responsável pela ordem que desmonetizou canais conservadores a mando do ministro do STF Alexandre de Moraes.

De acordo com a petição, é preciso elucidar “fatos potencialmente aptos a caracterizar abuso de poder e toda sorte de ilícito que possa impactar as eleições de 2022”. Segundo Falcão, a “militância foi estimulada pelo uso de recursos financeiros de fontes diversas, deixando claro com isso que transita pelas mãos dos altos chefes do bolsonarismo quantias elevadas de recursos financeiros, que estão à margem de controle ou contabilização oficial”.

O pedido cita como exemplo um vídeo que supostamente mostra a distribuição de camisetas e da quantia de R$ 100 a cada pessoa em um ônibus que levava manifestantes. “Aparentemente, há o uso de recursos provenientes do agronegócio, que estariam bancando caminhões em Brasília, e, ainda, o uso de recursos provenientes de doações feitas por PIX e até mesmo por criptomoedas”, informa trecho da ação.

-Publicidade-

Leia também: “STF define data para julgar decretos de Bolsonaro que facilitam acesso a armas”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro