PT se manifesta contra cassação de vereador que invadiu igreja: ‘Racismo’

Legenda argumentou que Renato Freitas vive um momento de 'perseguição política da direita'
-Publicidade-
O vereador do PT Renato Freitas, durante invasão a uma igreja católica em Curitiba - 05/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram/Renato Freitas
O vereador do PT Renato Freitas, durante invasão a uma igreja católica em Curitiba - 05/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram/Renato Freitas

O PT saiu em defesa de Renato Freitas, vereador que invadiu a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba. Nesta semana, o Conselho de Ética da Câmara Municipal aprovou o processo de cassação do parlamentar. A decisão seguiu para plenário. Freitas tem até a próxima terça-feira 17 para recorrer.

No site oficial da legenda, a notícia sobre o avanço do processo mencionou que Renato Freitas é alvo de “perseguição pelo bolsonarismo, pelo racismo, fascismo e por violações de direitos humanos”. “Apoio ao vereador para que continue lutando contra a direita racista”, escreveu a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, no Twitter, ao associar Freitas à democracia.

Em nota, o PT argumentou que a invasão da igreja “não fere o exercício legislativo e a legitimidade do mandato, portanto, a indicação pela cassação só demonstra a perseguição contra o vereador e sua representatividade”. Recentemente, a Arquidiocese de Curitiba se opôs à cassação de Freitas.

-Publicidade-

À época da invasão, o ex-presidente Lula defendeu o vereador.

Avanço de processo de cassação de vereador que invadiu igreja

A decisão do Conselho de Ética da Câmara Municipal de Curitiba não significa que Freitas vai perder o mandato imediatamente. Com a definição do colegiado, será protocolado um Decreto de Cassação, a ser avaliado pelo plenário — o que ainda não tem data para ocorrer.

Segundo a defesa de Freitas, o parlamentar vai recorrer da decisão. A Câmara informou que ele tem cinco dias úteis para fazer isso. O pedido será avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça, e, a partir do resultado, o Legislativo tem o prazo de três sessões para marcar o julgamento do vereador.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.