Queiroga afirma ser ‘absolutamente contrário’ à obrigatoriedade do uso de máscara

Segundo o ministro da Saúde, os cidadãos devem aderir voluntariamente às recomendações sanitárias contra a covid-19
-Publicidade-
Marcelo Queiroga é contra a obrigatoriedade do uso de máscara
Marcelo Queiroga é contra a obrigatoriedade do uso de máscara | Foto: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira, 8, ser contrário às medidas que determinam a obrigatoriedade do uso de máscara e a exigência do passaporte de vacinação.

“Sou absolutamente contrário. O governo defende a dignidade da pessoa humana, a vida, a liberdade”, afirmou em entrevista à imprensa. “Acho absurda uma lei que obrigue a qualquer coisa, porque não funciona. Temos de fazer as pessoas aderirem às recomendações sanitárias”, argumentou o ministro.

De manhã, Queiroga visitou as obras da Nova Maternidade de Teresina, no Piauí. Depois, compareceu ao Hospital da Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde discursou.

-Publicidade-

Duque de Caxias

Conforme noticiou Oeste, a Justiça suspendeu o decreto da prefeitura de Duque de Caxias (RJ) que derrubava a obrigatoriedade do uso de máscara no município em função da pandemia. A decisão foi tomada pela juíza Elizabeth Maria Saad, da 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro.

O pedido de suspensão do decreto havia sido apresentado pelo Ministério Público (MP-RJ) e pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. O fim da obrigatoriedade havia sido determinado pelo prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), na terça-feira 5.

De acordo com a magistrada, caso a prefeitura apresente dados positivos em relação à pandemia que justifiquem o fim da obrigatoriedade da máscara, deverá ser elaborado um plano gradual de retomada das atividades, com divulgação dos critérios técnicos adotados.

Leia também: “Chineses podem andar sem máscara desde agosto do ano passado”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.