Queiroga: ‘Medidas extremas nunca são bem-vistas pela sociedade brasileira’

Com a chegada do feriado da Páscoa, ele pediu que as pessoas evitem "aglomerações desnecessárias" e usem máscara
-Publicidade-
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira | Foto: Júlio Nascimento/PR
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira | Foto: Júlio Nascimento/PR

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pediu a colaboração da população para evitar a propagação da covid-19 e afirmou que “medidas extremas nunca são bem-vistas” e “têm dificuldade de adesão”. Com a chegada do feriado da Páscoa, ele pediu que as pessoas evitem “aglomerações desnecessárias” e usem máscara.

Em pronunciamento à imprensa após a primeira reunião do comitê contra a pandemia, ele disse também que está discutindo com o Ministério da Infraestrutura a adoção de políticas nos transportes públicos que possam resultar num “menor potencial de contaminação”.

-Publicidade-

Leia mais: “Braga Netto anuncia novos comandantes das Forças Armadas”

“Medidas extremas nunca são bem-vistas pela sociedade brasileira e elas têm dificuldade de adesão, então vamos fazer cada um a sua parte”, pediu Queiroga.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.