Racha no Centrão fortalece candidatura de Baleia Rossi na Câmara

Aceno de Baleia Rossi ao anunciar desembarque do Centrão pode ser respondido com igual gesto pelo DEM para sua candidatura à presidência da Câmara. O parlamentar é líder do MDB e presidente nacional do partido
-Publicidade-
Deputado Baleia Rossi (MDB-SP), líder do partido na Câmara, é, agora, um dos favoritos para a presidência da Casa
Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Deputado Baleia Rossi (MDB-SP), líder do partido na Câmara, é, agora, um dos favoritos para a presidência da Casa Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Aceno de Baleia Rossi ao anunciar desembarque do Centrão pode ser respondido com igual gesto pelo DEM para sua candidatura à presidência da Câmara. O parlamentar é líder do MDB e presidente nacional do partido

baleia rossi - presidência da câmara
Deputado Baleia Rossi (MDB-SP), líder do partido na Câmara, é, agora, um dos favoritos para a presidência da Casa
Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
-Publicidade-

A divisão do Centrão fortalece a candidatura do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) para a presidência da Câmara. Oficialmente, o DEM e o parlamentar, que é líder do partido na Câmara e presidente nacional da legenda, argumentam que a decisão busca única e exclusivamente autonomia. Mas o pano de fundo de tudo é a sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O fortalecimento de Rossi tem explicação. O desembarque do DEM do Centrão não precisaria ser acompanhado pelo MDB. Ao sair do bloco, ele faz um aceno direto. E na política, gestos podem ter mais valor do que palavras. “Se o Baleia saiu junto e, teoricamente, não precisaria ter feito isso, desembarcou para fazer um gesto ao Democratas”, destaca uma liderança do DEM.

O gesto de Rossi pode, por sua vez, ser devolvido como apoio não apenas do DEM, mas de Maia à sua candidatura. Para alguns, é um movimento até natural. O líder do MDB é um aliado de primeira hora de Maia. Em diversas ocasiões, onde o presidente da Câmara estava, o presidente emedebista também.

Pragmatismo

Apesar do provável apoio de Maia a Rossi, ainda é cedo cravar que o emedebista será o candidato apoiado. Conforme Oeste mostrou anteriormente, o vice-presidente da Câmara e presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira (SP), é outro que espera absorver os “votos de Maia”.

O pragmatismo político de Maia o impede de cravar um apoio formal a uma pré-candidatura. Ou seja, ele vai deixar que os candidatos se cacifem politicamente para, mais próximo das eleições, em fevereiro de 2021, definir seu candidato. “O Rodrigo só vai decidir quem definitivamente apoiar quando chegar a hora. E vai apoiar quem tiver mais votos”, explica um interlocutor.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.