Renan planeja contratar agência de checagem para sessões da CPI

Empresas do ramo censuraram duas reportagens da Revista Oeste
-Publicidade-
A ideia surgiu depois do depoimento do ex-ministro Eduardo Pazuello
A ideia surgiu depois do depoimento do ex-ministro Eduardo Pazuello | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Brasil

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, senador Renan Calheiros (MDB-AL), estuda contratar uma agência de checagem para acompanhar sessões na CPI. A ideia surgiu depois do depoimento do ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello, considerado por Renan “contraditório e cheio de mentiras” — o militar volta nesta quinta-feira, 20, à CPI, com a finalidade de continuar o depoimento iniciado na manhã de ontem. Caso a proposta se concretize, a empresa de comunicação “independente” vai analisar as falas da testemunha em tempo real.

“Vou sugerir ao presidente da comissão e ao vice-presidente a contratação de uma agência checadora da verdade para que a comissão parlamentar de inquérito, pela primeira vez, possa acompanhar on-line e checar essas mentiras que, reiteradamente, estão sendo ditas”, anunciou Renan, em entrevista coletiva, na noite da quarta-feira 19. “Na medida em que depoimentos forem juntados à investigação, com contradições óbvias, vamos ter que na sequência fazer acareações, sim. Isso é uma recomendação do processo investigativo”, acrescentou o relator.

Em reportagem publicada na Edição 55 da Revista Oeste, a jornalista Ana Brambilla observou: “Incapazes de gerenciar o monstro que criaram, as social big techs — prioritariamente, o Facebook — delegaram aos fact checkers o poder de escolher o que pode circular nas redes. Sem critérios claros, os fact checkers tratam conteúdo jornalístico profissional da mesma forma como avaliam qualquer outro conteúdo postado por qualquer usuário nas redes sociais.” Matérias da Revista Oeste foram vítimas do autoritarismo das agências, que tacharam de fake news notícias verdadeiras.

-Publicidade-

Leia também: “Agências de checagem estão extrapolando os limites, diz jurista”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Tanto Renan como estas tai agencias de “checagem”, são tão verdadeiros, como uma nota de três reais na feira do rolo daqui de Ceilândia…

  2. Na verdade essas agências de CHECK, remessa de dólares para políticos, e outros artifícios para esquentar dinheiro roubado de políticos em geral estão acabando, pós governo genocida!!!
    Pergunta Otávio Guedes e Reinaldo Azevedo, além dos donos da globolixo e band.

  3. Mais do que isso: se esse gangster insistir nesse absurdo, é mais do que chegada a hora dos depoentes se recusarem a depor, seja como acusado, seja como testemunha, desse circo bizarro em que se transformou essa CPI.

  4. Essa contratação que Renan pretende fazer é o suprassumo do totalitarismo. Ou seja: recursos públicos usados para contratar uma empresa privada, parcial e pré-programada para identificar supostas incongruências e mentiras. É como o tribunal racial privada do Magazine Luiza. É o fim, gente. Admitirmos um ente privado, em tempo real, julgando e avaliando o que seja verdade ou mentira, sem que o julgado possa se defender, prescindindo completamente do devido processo legal, esmagando a autoridade e exclusividade do Estado para investigar, processar, julgar, absolver/punir, é a lógica mais perversa do Fascismo. Pelo amor de Deus, alguém tem que entrar nessa jogada – e urgentemente – para impedir um infeliz como Renan Calheiros de pôr essa barbárie sobre as nossas democracia e liberdade, que construímos com tanto sacrifício.

  5. A maioria desses parlamentares, parasitas, torrando nosso dinheiro com uma cpi dessas, uma vergonha, cheia de narrativas que não servem nem pra encher linguiça. Deixem a Polícia Federal investigar e vão fazer o que tem que ser feito, legislar para o crescimento do País.

  6. Além de utilizar verba pública em um circo sem pé nem cabeça, e ainda sem graça e motivos para existir, ainda querem contratar (claro, com dinheiro público) agências “amigas da verdade”?
    Tendo em vista que esses senadores querem tanto transformar o Brasil em uma Cuba, Venezuela ou Argentina, demorou para colocá-los em um avião para algum desses países. Lá podem viver felizes e nos deixar com as ‘tristes consequências” da Ordem e Progresso.

  7. CPI da PaLhaçada, da Vergonha alheia. Comissão PraLamentar de IncomPeTência – CPI.
    Desperdício vergonhoso de Recursos Públicos.
    Só para relembrar, o Congresso Nacional custa, POR ANO, ao povo brasileiro, pelo menos 13 (treze) Bilhões de reais.

  8. Eu como Parlamentar entraria na justiça sem piscar, mesmo sem a contratação, ou deixaria ele contratar e impugnaria todos os depoimentos de acareação e os próprios depoimentos, pois, os parlamentares estão demonstrando incompetência para conduzir uma CPI, que por sinal já nasceu VICIADA COM COCAÍNA!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.