Roberto Jefferson: Moraes manda excluir vídeo sobre Cármen Lúcia

Constituição impede que candidatos propaguem 'inverdades sobre a normalidade das eleições', argumentou presidente do TSE

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Jefferson chamou Cármen Lúcia de 'Bruxa de Blair'
Jefferson chamou Cármen Lúcia de 'Bruxa de Blair' | Foto: Divulgação

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, determinou ao Twitter a remoção do vídeo em que o ex-deputado Roberto Jefferson critica a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas imagens, Jefferson chamou a juíza do STF de “Bruxa de Blair”, referência ao filme de terror de mesmo nome lançado em 1999, e de “Cármen Lúcifer”. Roberto Jefferson comentava o voto da ministra em prol da censura à Jovem Pan.

Moraes analisou um pedido feito pela Procuradoria-Geral Eleitoral contra a ex-deputada Cristiane Brasil (PTB), filha de Jefferson. Ela foi a responsável por publicar o vídeo em seu perfil no Twitter. O presidente do TSE também fixou multa de R$ 150 mil, caso Cristiane volte a publicar conteúdos do pai.

-Publicidade-

De acordo com Moraes, a Constituição garante a liberdade de expressão, mas barra que “pré-candidatos, candidatos e seus apoiadores propaguem inverdades que atentem contra a lisura, a normalidade e a legitimidade das eleições”.

“Verificada a gravidade da situação retratada nestes autos, a envolver evidente divulgação de conteúdo visando a atingir a  integridade do processo eleitoral, cumpre ao Tribunal Superior Eleitoral, conforme o art. 2º, § 1º, da Res.-TSE 23.714/2022, determinar a imediata remoção do conteúdo”, sustentou Moraes.

A decisão do presidente do TSE sobre o vídeo de Roberto Jefferson contra Cármen Lúcia foi publicada na segunda-feira 24.

Leia também: “Tudo por um Brasil pior”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 134 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Vejam que o cara pegou gosto na censura, ele agora da ordem para os veículos tirarem o que ele acha que não deve aparecer? já era criaram o mostro agora é dai para pior.

  2. A dita cuja Carmem Lucia prostituta morreria de fome, dona de prostibulo pode ate ser pois já trabalha em um prostibulo da pior espécie que fode todo o dia com a nossa constituição, vermes urubus da toga preta

  3. Eu acho que o Bob Jeff não deveria ter classificado aquela mulher idosa e de nenhum atrativo físico, tão necessário para o ofício de prostituta, mesmo porque ela não se presta a esse tipo de atividade. Já os outros adjetivos como Bruxa de Blair, Carmen Lúcifer, etc… são de menor potencial ofensivo. Mas o Bob Jeff não se aguenta, tem que disparar a sua metralhadora giratória nesses togados de qualquer maneira.

  4. O maior acusador da covardia da Carmen Lúcia é o vídeo da Carmem Lúcia com o palavrório mentiroso do ” Cala a boca já morreu, quem manda em minha boca sou eu ” Essa farsante senhora merece a latrina da História.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.