Rosa Weber dá 10 dias para Congresso prestar informações sobre ‘fundão’

Verba, calculada em R$ 5,7 bilhões, foi validada na esteira da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias
-Publicidade-
Rosa Weber é vice-presidente do Supremo Tribunal Federal
Rosa Weber é vice-presidente do Supremo Tribunal Federal | Foto: Carlos Moura/SCO/STF

A vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, determinou que o Congresso Nacional preste informações em dez dias sobre a aprovação do fundo eleitoral para 2022. A verba, calculada em R$ 5,7 bilhões, foi validada na esteira da aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Em 16 de julho, um grupo de parlamentares ingressou na mais alta Corte brasileira com pedido para anular a votação. O Supremo recebeu, ainda, uma segunda ação no mesmo sentido — desta vez, protocolada pelo senador Álvaro Dias (Podemos-PR).

O caso está com Rosa Weber porque, pelas regras internas do STF, cabe ao comando do tribunal decidir sobre questões urgentes durante o recesso. Weber determinou, também, que o caso seja enviado posteriormente ao relator original do caso, o ministro Nunes Marques.

-Publicidade-

Leia também: “Verba destinada ao ‘fundão’ é superior à investida em saneamento básico nos últimos 6 anos”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro