Surra na matemática

Durante sabatina, a senadora Eliziane Gama questionou André Mendonça sobre violência de gênero
-Publicidade-
A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), relatora da indicação de Mendonça | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Quem assistiu à sabatina que resultou na aprovação de André Mendonça, ex-advogado-geral da União, ao cargo de ministro da mais alta Corte do país aprendeu, por exemplo, que o Supremo Tribunal Federal está apenas abaixo de Deus.

Mas desaprendeu a matemática. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), relatora da indicação de Mendonça, questionou o sabatinado sobre como seria seu “comprometimento” no combate à violência de gênero. Justificou a preocupação com base em uma série de estatísticas e desafiou a lógica: disse que a cada mulher morta, pelo menos duas são negras.

Assista:

-Publicidade-

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

19 comentários Ver comentários

  1. Essa é aquela senadora sem educação e sem noção não titular da CPI DO CANGAÇO mas que falava mais que todos, inclusive interrompia com frequência senadores que defendiam o governo. A propósito, as mulheres que nessa comissão se manifestaram agressivamente como essa Eliziane, Simone Tebet, Soraya Thronicke não representam a inteligência e a beleza da mulher brasileira. Não as vi defendendo medicas e mulheres depoentes que pensavam diferente do mote da CPI, que foram agressivamente atacadas pelos machões do CANGAÇO.

  2. Maranhão (Eliziane) e Alagoas (Renan) disputam a última colocação do IDH brasileiro. Preciso falar mais alguma coisa ? E um voto lá, vale 6x mais que o meu : (((( …………, difícil.

  3. O pior de tudo é que um senador do Maranhão se elege com 1,6 milhões de votos enquanto um de SP precisou de 6,5 milhões para ser eleito.
    Enquanto não tivermos uma proporcionalidade de senadores/eleitores por estado teremos legisladores desse naipe determinando nossas vidas.

  4. Com raríssimas exceções nosso senado é uma vergonha. Sou de SP mas, quando pergunto quem é o senador de SP?…… Dois são suplentes, eleita, Mara Gabrilli mas, alguém já a viu ela abrindo a boca sobre assuntos importantes de nosso dia a dia?
    Reformas já (suplentes, excrecências), e gostaria que os eleitores se informassem melhor antes de votar.

  5. A culpa não é dela. A culpa é do povo do Maranhão ( terra que nos deu Sarney!!) de eleger uma figura patética dessa. O pior é que se acha a última bolacha do pacote. Minha senhora peça renuncia do cargo, seria uma atitude no mínimo decente de sua parte e deixaria de passar vergonha no senado brasileiro. Jesus !!!!!!!!!!!!!!!!

  6. A cada cidadão brasileiro, dois precisam aprender a escolher corretamente seus representantes, sob pena de condenar o povo a viver eternamente sucumbido por gente dessa estirpe.
    Triste.

  7. Os questionamentos no Senado deveriam se focar no notável saber jurídico e no comportamento ilibado dos indicados ao cargo, que são requisitos constitucionais. E só. Nada de outras matérias e nem de se abordar outros temas ficando o principal de lado.

  8. É muito triste ver senadores que recusam a dignidade conferida de graça pela Constituição e se mostram subservientes sem qualquer cerimônia! A cada senador sério, pelo menos dois estão abaixo da crítica!

  9. Sem comentários. Não vou me alongar para não colocar ao rés do chão o sistema de ensino do estado do Maranhão onde essa daí aprendeu razão e proporção. Affff….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.