Seis capitais iniciam ‘mega vacinação’ contra a covid-19

Cerca de 21 milhões de brasileiros não voltaram para completar o ciclo vacinal
-Publicidade-
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga | Foto: Myke Sena/MS
Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga | Foto: Myke Sena/MS

O Ministério da Saúde promove a partir deste sábado, 20, uma campanha de “mega vacinação” contra a covid-19. A intenção é incentivar a população a voltar aos postos para tomar a segunda dose ou a dose de reforço.

A campanha para aplicar vacinas contra a covid-19 continua até sexta-feira 26 e ocorrerá simultaneamente em seis capitais: São Paulo, Manaus, Curitiba, Salvador, Brasília e Rio de Janeiro.

-Publicidade-

Segundo o Ministério da Saúde, “no período, os postos de vacinação em todo país estarão preparados para intensificar a imunização dos brasileiros”.

Cerca de 21 milhões não voltaram para completar o ciclo vacinal, sendo São Paulo, com 4,1 milhões de pessoas; e Minas Gerais, com mais de 2,2 milhões, os Estados com mais recorrência de pessoas que só tomaram uma dose.

“Essas doses estão disponíveis para a população, que ficará mais protegida e ajudará o Brasil a superar a crise sanitária e dar exemplo com uma das campanhas de vacinação mais bem-sucedidas do mundo, promovida integralmente pelo Sistema Único de Saúde”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Além disso, a campanha inclui as pessoas que já podem tomar a dose de reforço contra a covid-19. São 9,3 milhões de brasileiros aptos a tomarem essa dose.

300 milhões de doses aplicadas

Desde janeiro, quando a imunização contra a covid-19 começou, o Brasil aplicou mais de 300 milhões de doses de vacina.

“Os resultados do avanço na vacinação refletem no cenário epidemiológico da doença. Desde o pico da pandemia, registrado em abril, a média móvel de óbitos caiu 91,7%”, comemora o Ministério da Saúde.

Até o momento, 157,6 milhões de brasileiros receberam a primeira dose de vacinas contra a covid-19 e 129,8 milhões tomaram as duas doses ou dose única da vacina. Com isso, 73,3% da população-alvo completaram o ciclo vacinal.

Se todos os 21 milhões de brasileiros voltarem aos postos para a dose 2, o número de pessoas com o esquema completo será de quase 85%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Eu, como não tomei nenhuma, já devo ser considerado um pária da sociedade, tudo bem, a escolha foi minha. Mas quem já tomou a primeira dose, até eu concordo que deverá tomar a segunda para fazer valer aquele ditado quem diz “quem está na chuva é para se molhar” então, já tomou a primeira, tome a segunda, tome a terceira….e seja feliz, não sei até quando, enfim.

  2. Bolsonaro perde a oportunidade de ser coerente. No Brasil a vacinação contra a covid não é obrigatória. Quem já teve a covid, teoricamente não precisaria tomar essa vacina experimental que dá uma imunidade menor do que quem já teve a doença. Mas o brasileiro graças a Deus não é antivacina e Bolsonaro também não. Então, Bolsonaro deveria pedir aqueles 21 milhões que tomaram a primeira dose para que voltassem aos postos para tomar a segunda dose, mesmo que já tenha tido a covid para completar o ciclo. O Brasil terá a população mais vacinada do mundo.

    1. De acordo com os Deuses da Toga , só quem pode combater o Comunavirus, são governadores e prefeitos. A funcão do governo federal é somente mandar Dinheiro, e Vacinas para os Estados e Municipios. e Ser Taxado de. Negacionista e Genocida.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.