Sempre disse que jogaria dentro das ‘quatro linhas’, afirma Bolsonaro

Em live, o presidente da República reiterou a importância de respeitar a Constituição
-Publicidade-
Jair Bolsonaro voltou a defender o respeito à Constituição
Jair Bolsonaro voltou a defender o respeito à Constituição | Foto: Reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro promoveu uma live nesta quinta-feira, 9, para agradecer aos brasileiros que se manifestaram no último 7 de Setembro. Conforme noticiou Oeste, os atos foram registrados em pelo menos 16 capitais. As maiores manifestações ocorreram na Esplanada dos Ministérios, em Brasília; na Avenida Paulista, em São Paulo; e na Avenida Atlântica, na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Manifestações

“Sentimos, claramente, os motivos que fizeram o povo ir às ruas”, declarou o chefe do Executivo federal, na abertura da transmissão ao vivo. “A população foi às manifestações para lutar por liberdade de expressão, por transparência no processo eleitoral. Muitos lutaram pela obediência à Constituição, dizendo que todos tinham de se curvar às leis, sem exceção — seja o presidente da República, seja um simples trabalhador.”

-Publicidade-

Liberdade de imprensa

Bolsonaro criticou a cobertura jornalística de setores da imprensa brasileira sobre as manifestações do 7 de Setembro, mas ressaltou a importância da liberdade de expressão. “Gostaria que a Globo fosse um veículo de comunicação em que as pessoas acreditassem, mas infelizmente isso não acontece”, afirmou. “Ainda assim, no que depender de mim, não haverá controle social da mídia, como Lula disse dias atrás.”

Respeito à Constituição

O presidente da República reafirmou a intenção de respeitar, sem ressalvas, a legislação brasileira. “Sempre disse que jogaria dentro das ‘quatro linhas’ da Constituição Federal de 1988, embora alguns se irritem com isso”, disse. “Querem que eu saia escalpelando os outros, fechando instituições, prendendo, atirando. Reconheço a chateação das pessoas com a situação vivenciada no Brasil, mas as coisas não funcionam assim.”

Conversa com Michel Temer

Bolsonaro ainda comentou a “Declaração à Nação”, escrita na tarde desta quinta-feira. “Telefonei, ontem à noite, para o ex-presidente Michel Temer, e voltei a falar com ele hoje de manhã. Ele veio a Brasília, colaborou com algumas partes da nota”, explicou. Conforme noticiou Oeste, o atual presidente conversou com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), antes de emitir a nota.

Leia também: “Lula e a censura anunciada”, artigo de J. R. Guzzo publicado na Edição 76 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

35 comentários Ver comentários

  1. Existe um delírio coletivo irracional tanto da esquerda quanto da direita, em ambos os casos uma idolatria política sem precedentes, isso é herança da ditadura militar onde haviam apenas dois partidos políticos e a democracia era praticamente nula, a partir da queda dos militares que também eram corruptos vale lembrar, até porque a corrupção é outra herança política só que dessa vez dos colonizadores portugueses, o poder no país passou a ser disputado por grupos políticos que se denomina direita ou esquerda porém, são todos farinha do mesmo saco, não venham defender o Bolsonaro como anti corrupção porque não é bem assim, o que falta são políticos que realmente querem fazer política e não se beneficiar do dinheiro de impostos do cidadão, apoio o Lula mas jamais votaria no Haddad ou Dilma, porque não é a vertente política e sim o político, o Bolsonaro não cumpriu um terço de suas promessas de campanha e não deu satisfação sobre isso, os eleitores dele em grande parte estão esperando até hoje essas grandes reformas sociais, políticas e econômicas que nunca chegam as vias de fato, acho que ele se preocupa muito com alianças políticas e pouco com o povo e as reformas que prometeu, não sou eleitora dele e não pretendo ser, mas tbm não torço pelo pior, pois vivo aqui e quero o melhor para o meu país, mas desse jeito dele acho difícil melhorar

  2. Bolsonaro aparentemente recuou sim, não nas palavras mas muito fortemente no tom. Mas calma amigos, a guerra será longa e a paciência (parece pedir muito, eu sei) será nossa maior aliada. Nosso atual comandante está agindo de forma muito estratégica e ele está sendo bem aconselhado por estrategistas econômicos e eleitorais. Esta nova direita nasceu, teve voz e se agigantou sob o comando de Bolsonaro, não se esqueçam! Ele até pode sair um dia por vários motivos, mas a semente já foi plantada. Ao contrário dos esquerdistas que se fixam em um idolo apenas (e criminoso, vale dizer) , nós, desta nova direita, temos uma ideia e uma concepção de vida onde a liberdade é a chave. Bolsonaro ajudou muito a colocar lenha nesta fogueira que praticamente não existia, isto jamais poderemos negar. Não somos bolsonaristas mas estamos bolsonaristas e isto eles não entendem por falta de neurônios. Temos Bolsonaro como comandante desta primeira tropa e vamos apoiá-lo até a troca de comandante.
    Estas milhões de pessoas que foram as ruas por todo o Brasil mostraram que as eleições já no primeiro turno, não poderá ter outro resultado, a não ser o obvio.
    Vamos aguardar os próximos acontecimentos até 2022, vocês vão entender porque o cara é conhecido como mito e isto irrita tanto a grande imprensa.

  3. Vejo alguns infiltrados analisando precipitadamente a posicao politica do presidente, o que veremos pela frente sera’ um STF sem arbitrariedade obedecendo a nossa constituicao politicamente tudo muda, na camera e no senado , o tempo pro STF foi dado o presidente faz a parte dele to confiante numa calmaria de coisas boas , acontecendo , o novo ministro empolsado quem terao que nos engolir serao os Deuses do olimpio! agora se preparemos que o falido PT vem pra cima foi um tiro pe pra eles.

  4. JB deixou transparecer que o 7 de Setembro seria diferente. Pediu apoio, veio. Disse que faria o que o povo queria. Ele sabe o que nós queremos. Na hora H, brochou, escondendo-se nas 4 linhas de uma CF que não existe para os Deuses. O povo é o fim do Estado, não a CF. Na verdade isso já era esperado por alguns. Nas perseguições de governadores aos populares no auge da pandemia não fez nada. Respondeu aos insultos dos governos estaduais com bravatas. Vários apoiadores presos e nenhuma ação. Deu um tiro no próprio pé, não tem estratégia de um ex militar. Parece que nunca foi. Brasil, ame-o ou deixe-o!.

  5. P ganhar uma guerra, recuar no momento exato, é uma das estratégia… Nada é mais importante que a faixa em janeiro de 23. Custe o que custa. Aí a gente com 5 ministros no STF, a gente volta a conversar…

  6. Acredite se quiser! se esse fosse o último mandato do Bolsonaro ele teria atendido aos anseios do povo, mas a ganância por mais quatro anos o fez ajoelhar-se e apelar logo pra quem! Pois é, jogou dentro das quatro linhas, derrubou um ministro dentro da pequena área e aí o BRASIL perdeu.

    1. O fim a ser alcançado pelo Estado é o povo, não a Constituição Federal. O que adianta cumprir esse monte de artigo (enquanto os Deuses não cumprem) se o povo está na peia?

    1. Posso ser das FFAA dentro de milhões de possibilidades. Qq giro à esquerda nunca. Por tudo o que engendraram nestes últimos 30 anos pelo menos Babel, o torre é assim, fala por “todos”, tendo alguns pães com salame, muito poucos, em sua mesa

  7. jose angelo amigue, nossa postura é de ficar quatro seja qual for a situação, seus posts amargos e de aparente pouco carinho por parte dos pais apenas alimentam a certeza de psicopatia da nossa causa, seja mais amigue.

  8. Como pode uma mãe botar no filho nome de “Eugênio “? Essa porra só tem um neurônio, ou é funcionário público infiltrado!!!!

    1. “NÓS”?? Que nós porra nenhuma! O PR jogou com as cartas que tinha na manga e essas eram e é o povo que o apoia. Ninguém em são consciência gostaria de neste momento ter um golpe de estado, aliás, golpe contra quem? Contra o seu próprio governo? Contra si mesmo? O PR jogou o jogo e pode ter certeza caso não tivesse sido estrategista e fosse para o tudo ou nada hoje o Brasil estaria igual Guiné Bissau onde todas suas contas e negócios estrangeiros estão bloqueados. Em plena pandemia e ainda com todo tipo de bloqueios internacionais a economia do país viraria pó. Veja, os caminhoneiros só ameaçaram parar e fechar tudo a bolso foi pro saco rápido e o dólar foi as alturas imaginem o mundo tendo conhecimento em frações de segundo que às FFAA por ordens expressa do PR determinou o fechamento da corte suprema e do congresso, hein? Iríamos para lama financeira e econômica num piscar de olhos. Os tempos são outros e a Internet está aí para provar, que diga os golpistas de Guiné hoje… A esta altura os órgãos internacionais já bloquearam todas contas e investimentos daquele país. O PR jogou o jogo junto com os brasileiros que os apoia e se saiu muito bem. Os Esquerdeopatas Conspiradores estão pirados pois acreditavam que o PR iria detonar para eles enxherem as bocas mundo afora chamando o PR de ditador e golpista mas como o PR agiu dentro das quatro linhas os Esquerdeopatas Conspiradores estão loucos pois ficaram se narrativas e sem tinos. Estão iguais cegos no meio de tiroteios. Queriam golpe e receberam democracia direta do povo ao PR JB… Foderam-se com as bandeiras “vermelho lixo” nas fuças…

  9. O sonho bolsonarista acabou… Agora, em face do crescimento do prestígio do grande vencedor dessa parada o Alexandre de Morais, vulgo Xandão, conforme está a dizer os esquerdistas em grande júbilo nesta noite, torna-se urgente arrumar de pronto um substituto na base do “rei morto, rei posto” e tem que ser urgente mesmo! E não adianta esbravejar e nem xingar que não irá mudar essa situação vexaminosa de um presidente que teve que recorrer para um ex-presidente do quilate de Michel Temer para resolver essa emergência. É o fim!

    1. Paulo Renato, desculpe amigue, os posts da parada gay ainda não foram disponibilizados, ficaremos muito contentes com seus posts na época adequada.

      1. Como você sabe que ainda não estão disponibilizados, hein Albertinho! Já procurou saber, santa… Já se revelou mas não se preocupe, eu respeito as convicções dos outres, fique tranquile.

    2. Acho que um movimento de direita, republicano, diferente da direita coronelista do passado nasceu e está muito forte. Não vamos mudar tudo em um mandato, temos que manter essa chama mais viva que nunca para seguirmos fortes e unidos. Nunca foi pelo Bolsonaro, é por nós!
      Nós, os mais experientes, temos o dever de expor nossas convicções. Temos os anos de estrada que nos possibilitaram ver as diversas transformações pelas quais nosso país passou e hoje temos lucidez para nos posicionar, tenho orgulho do meu grupo da faculdade onde praticamente todos comungam os mesmos ideais, exatamente por termos uma linha do tempo que nos permite fazer uma opção clara, e olhe, não é por nós, que estamos perto da linha de chegada, é, pelos nossos descendentes, para que possam ter como exemplo os nossos ideais.
      Para exemplificar isso cito o fato que quando estava saindo da estação Cantagalo do metrô, caminhando em direção a praia todos que caminhavam olhavam para cima e em uma janela uma senhora já com presumivelmente seus 80 anos agitava efusivamente um pano amarelo saudando todos que passavam (e era correspondida com acenos e palmas), uma cena maravilhosamente comovente.

    3. Maconha braba, hein!? Causou profunda alucinação nos dois únicos neurônios tico e teco. Vc é da turma do FHC que fuma mas não traga, engole ou cospe? Viajando geral. Foi fumo ou haxixe?? Quantos delírios e alucinações. É no que dar seguir o Fresco do Rio, digo, Freixo…😆😅😃😂😁😀😆😅😂😁😁

  10. Pois é…
    Acontece que muitos de nós ouvimos que vc precisava de apoio explícito; tipo o Sergio Reis, tipo o Zé Trovão, tipo o Oswaldo Eustáquio, tipo o Bob Jeff, tipo o Daniel Silveira, tipo todos que foram desmonetizados nas redes, tipo todos que gastaram combustível e tempo para ir aos atos e você vem com almoço com Temer e conversa telefônica com Xandão?
    VSF.

      1. RECUAR E ABAIXAR A CABEÇA E ACEITAR PRISÕES SEM MOTIVO LEGAL É JOGAR DENTRO DAS 4 LINHAS DA CONSTITUIÇÃO?E AINDA MAIS QUANDO O OUTRO LADO NÃO JOGA E VAI CONTINUAR FAZENDO ISSO-AINDA MAIS AGORA QUANDO A ÚNICA PESSOA QUE PODERIA DETÊ-LOS SIMPLESMENTE DESISTIU E SE TORNOU CAPACHO DELES
        E A PERGUNTA QUE FICA É:QUANDO VIEREM COM A OBRIGAÇÃO DE TODO MUNDO SE VACINAR À FORÇA QUEM VAI SE OPOR??

      2. Correto! Se o PR tivesse agido como queriam os radicais ditos de direita hoje o Brasil teria recebido o que recebeu a Guiné da comunidade internacional. Claro que o PR foi para o blefe e fez o jogo certo tanto que até agora o que se sabe é que Xandão PCC vai cair fora dos inquéritos das fakes news e dos taia atos antidemocráticos os repassando para o PGR que já declarou serem inconstitucionais, além que, ficará a critério do PR JB indultar os que foram presos pelo Xandão PCC como o Bob Jefferson, Eustáquio, Daniel Silveira e outros. Veja que até a turma do TSE que estava dificultando a criação do partido do pessoal do PR já deu sinais de facilidades para sua criação. Há muito blá blá blá de Neguinho Pai de Santo…

    1. Tá maluco meu? Infiltrado?
      Faz sua parte cacete?
      Vai cobrar de quem?
      Tudo certo até aqui. Avancemos.
      Seja um tuareg a defender sua República!!!

    2. Calma, rapaz! O que vc está ouvindo é o que estão querendo que vc leia e escute. Aguarde mais um pouco aí depois de todos fatos virem à tona aí vc não só pode como deve tirar suas próprias conclusões se as ações do PR foi correta e em prol do Brasil e de seus apoiadores ou não. É muito cedo para tiramos quaisquer conclusões. Ainda vai passar muita água por debaixo da ponte… Calma!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.