Senado deve desidratar o plano de socorro aos estados

A proposta votada pelos deputados não foi a mesma enviada pelo governo federal
-Publicidade-
Beto Barata/Agência Senado
Beto Barata/Agência Senado | Veto desoneração

Governo tenta na Casa revisora alterar os pontos que foram modificados pela Câmara no chamado Plano Mansueto

Aprovado pela Câmara dos Deputados nesta segunda, 13, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 149/19, originalmente chamado de Plano Mansueto, deverá ser modificado pelos senadores. A proposta votada pelos deputados não foi a mesma enviada pelo governo federal.

-Publicidade-

De acordo com o líder do governo no Senado, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), o projeto, que destina ajuda aos estados e municípios brasileiros para combate ao coronavírus, deve se adequar a um tamanho que seja passível de aprovação. Caso isso não aconteça, pode ocorrer até mesmo veto presidencial.

A crítica reside, principalmente, no eixo de compensação pela perda de arrecadação do ICMS e ISS, que vai distribuir R$ 80 bilhões aos estados e municípios, sendo 75% aos governadores e 25% aos prefeitos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site