Senado libera aumento salarial para servidores durante a pandemia

Benefício, que ainda será analisado pela Câmara, atende profissionais das áreas de educação, saúde e segurança pública
-Publicidade-
De acordo com o Senado, profissionais da saúde poderão contar com aumento salarial
De acordo com o Senado, profissionais da saúde poderão contar com aumento salarial | aumento salarial - senado - veto

Benefício, que ainda será analisado pela Câmara, atende profissionais das áreas de educação, saúde e segurança pública

aumento salarial - senado - veto
De acordo com o Senado, profissionais da saúde e de outras áreas poderão contar com aumento salarial | Foto: DIVULGAÇÃO/GOVBA
-Publicidade-

O veto do presidente Jair Bolsonaro a aumento de salário para servidores públicos durante o período de calamidade pública foi parcialmente rejeitado pelo Senado na noite de hoje. Isso porque a maioria dos senadores votou a favor de reajustes mesmo em tempos de pandemia para três categorias: educação, saúde e segurança pública.

Leia mais: PTB denuncia Moraes à OEA

A decisão vinda do Senado beneficia servidores das esferas municipais, estaduais e federal. Os parlamentares ressaltam, contudo, que o aumento só poderá ser concedido àqueles que estejam trabalhando diretamente no combate ao novo coronavírus. Dessa forma, prefeitos e governadores poderão — caso a derrubada do veto se confirme — utilizar parte do auxílio de R$ 125 bilhões liberado pela União para ajustar vencimentos de servidores.

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) votou contra a derrubada do veto presidencial. De acordo com ele, há peso fiscal ao liberar aumento de salário agora. Nesse sentido, reforçou que os profissionais em questão têm estabilidade assegurada, enquanto trabalhadores da iniciativa privada lidam com o desemprego. “Os servidores públicos continuam recebendo em dia enquanto milhares de brasileiros estão perdendo seu emprego”, disse, conforme informa a Agência Senado.

Veto derrubado?

O parecer de Bolsonaro sobre aumento salarial durante a pandemia, mesmo para determinadas funções, não pode ser considerado derrubado, pois o assunto ainda será votado na outra Casa do Legislativo federal: a Câmara dos Deputados. A expectativa é que a análise do veto presidencial ocorra amanhã.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. Boa noite a todos. Assistem a os documentários do Brasil Paralelo no youtube. Essa semana trás um dossiê de cada Ministro do STF. Ontem foi o Tofolli e hoje do Fux. Muito interessante, vocês vão gostar. Corram pois o STF podem censurar as exibições.

  2. Por mais que a equipe econômica queira equilibrar as contas os próprios parlamentares lutam para não deixar. O servidor público já é em grande parte uma classe privilegiada. Numa pandemia, todos precisam dar sua cota de contribuição, menos os servidores públicos, que em um ano eleitoral, com recursos da ajuda do governo federal aos estados e municípios, o veto sendo derrubado na câmara, pode servir de aceno de prefeitos em ano eleitoral. Só lembrando que o aumento não é por um período, é definitivo. Agente fica com uma sensação:Quem mais atrapalha o Brasil é uma parte do legislativo. Resta a câmara.

  3. Infelizmente de um Senado composto de corruptos, ignorantes e politiqueiros, não se pode esperar nada diferente de atuar com o fígado, quando se percebe claramente a indicação da sociedade que mudanças estão por vir.
    Tentam segurar o máximo de possíveis eleitores, e o grupo de servidores públicos, boa parte apenas aparelhando o Estado justamente para fins eleitoreiros, é, sem dúvidas, um dos seus grupos alvos.

  4. Enquanto há milhões de desempregados, que não têm o que colocar na mesa para mitigar a fome de seus filhos, a CASTA superprivilegiada de funcionários públicos tem a casa dos horrores, vulgo senado federal, a pleitear aumento para eles, em momento de extrema fragilidade da Economia. Pobre Brasil. ODEIO político, principalmente os da atual legislatura.

  5. Infelizmente o Senado mostra seu desapreço por políticas sérias , preferindo manter-se alinhado ao clientelismo e a irresponsabilidade. Essa casa que custa bilhões aos brasileiros ,mais uma vez prova sua Inutilidade.. Não passam de Velhos Vampiros do povo!

  6. Infelizmente , mais uma vez o Senado mostra aos brasileiros sua INUTILIDADE, passando longe das questões importantes para os brasileiros , preferindo manter-se no clientelismo e da demagogia vulgar . Definindo em 2 palavras o que é o Senado:
    CARO e INÚTIL !

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site