-Publicidade-

Alcolumbre livra do impeachment ministros do STF

Trinta e seis pedidos contra os juízes da Corte foram engavetados
Demista está de saída do comando do Congresso Nacional
Demista está de saída do comando do Congresso Nacional | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), arquivou todos os pedidos de impeachment contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-Geral da República, Augusto Aras. Ao todo, 38 processos foram engavetados, em 22 de dezembro, último dia do ano legislativo. Do total, 36 ações miravam os juízes do STF, informou o jornal O Globo — sendo 17 só nas costas de Alexandre de Moraes, relator do inquérito inconstitucional das fake news e da investigação ilegal que apura supostos atos antidemocráticos. Os documentos ficaram na mesa de Alcolumbre durante o tempo em que os magistrados decidiam acerca da reeleição da Mesa Diretora do Congresso Nacional. No fim, o Supremo impôs um revés aos presidentes da Câmara e do Senado.

Leia também o artigo de J.R. Guzzo: o STF é quem dá as cartas no Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

31 comentários

  1. Um grande babaca este Batoré. Basta os senadores ou as pessoas que entraram com os pedidos, que com certeza ficaram com cópias, mudarem as datas e algum outra coisinha e encaminhar novamente estes pedidos justíssimos. Cabe à sociedade pressionar, para que a presidência do Senado não caia nas mãos de outro delinquente.

    1. Com propostas mirabolantes ,infelizmente alguns entram na politica tão somente para levar vantagens de toda natureza, basta tomar posse do cargo, que rapidamente colocará em pauta todos os seus planos.Assim foi o Batoré, que também com o rabo preso com o SFT, não foi capaz de colocar os processo desses ministros para serem apreciados, o que também possivelmente iria dar no mesmo.,
      O que faremos?

  2. Se os parlamentares da Câmara, do Senado e do Executivo não fizerem nada para parar a ditadura do STF, 2022 receberão a dura resposta do povo.
    Durante esse governo, o STF, governadores e prefeitos, deitaram e rolaram em cima do PR Bolsonaro.
    Ser honesto é obrigação, agora, ficar imóvel diante de tamanha dedodesordem, não dá pra aceitar.
    A continuar essa imobilidade do GF sobre o caso, não terá meu voto.

    1. Se querem saber quais são os principais problemas do Brasil atualmente, está aí um exemplo cabal. Deve ser mais um apagão do Amapá via linhão do Batoré.

    2. Não esqueça que o STF-STJ controlam o TSE e podem manipular a apuração eletrônica, secreta e inauditável das urnas eletrônicas. Sem sangue derramado não há saída para o Brasil… e como um povo desarmado poderá enfrentar o exército corrupto e traidor? Pois é…

      1. O pedido de impeatchment é para o senado analizar, não um julgamento solitário do presidente do senado

  3. Vai receber o agradecimento do povo nas eleições de 2022. O povo do Amapá com certeza não vai esquecer disso, do apagão e de todas as mazelas praticadas pelos políticos que só aparecem para pedir votos.

    1. Vamos fazer uma faxina política, não dá mais para nos roubarem.Doria aumenta os impostos em São Paulo, conforme suas necessidades.Chega de roubalheira,finish.

  4. Alcolumbre: execrável, maldito.
    Mas o próprio Senado pode movimentar essa aliança, quando seus membros deixarem de ser covardes e cúmplices dos ratos que habitam o STF.
    Que m…de país..

  5. A ditadura do STF já passou dos limites toleráveis. A Nação precisa acordar. O STF está coagindo todos os outros poderes, nada está acima deles, nem o Povo enquanto agente no devir. O povo tem um poder extraordinário nos poucos minutos de voto. Se acordar, se se der por conta e votar em senadores conservadores em 2020 ainda existirá uma esperança.

    1. Com a organização que as lideranças de direita protagonizaram nesses dois anos passados, quando dormiram nos louros da vitória de Bolsonaro, não tenho muita esperança.

  6. Essa ratazana obesa e desaforada não perde por esperar. O Brasil precisa banir da vida pública para sempre esses canalhas corruptos e traidores do povo!

  7. Alguém duvida que seja um toma lá, dá cá, entre essa nulidade moral que atende pelo vulgo de Davi e os togados bandidos? Pois bem. Talvez pra não dar muito na vista, a escumalha do STF não demora a fazer o mesmo com os Processos da ratazana Alcolumbre. E pode até não demorar, porque o STF e suas Vestais de meia pataca não têm mesmo vergonha nas amarrotadas caras.

  8. Isso é no que dá o Brasil não ter adotado o voto distrital. Um verme como o Batoré, saido do orificio retal da amazonia , ocupando a “presidência” do “senado”.

  9. SOMENTE com a retomada de nossas PAUTAS ANTICORRUPÇÃO nas RUAS, como fizemos em 2.013, apressará o fim do CONLUIO que ainda resta entre o legislativo e judiciário.
    A trama sórdida combinada na Assembléia COMUNISTA de 88 tem data marcada!!!
    A democracia é do POVO e para o POVO.
    O FIM DO FORO PRIVILEGIADO E PRISÃO em SEGUNDA instância são questões inegociáveis.
    Aqui em MG os senadores Rodrigo Pacheco e Anastasia sequer devem pensar em reeleição. ACABOU.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês