-Publicidade-

Major Olímpio e Lasier Martins desistem da disputa pela presidência do Senado

Eleição contará com apenas dois candidatos: Rodrigo Pacheco e Simone Tebet
Fachada do Senado Federal
Fachada do Senado Federal | Foto: Pedro França/Agência Senado

Três senadores desistiram de concorrer ao cargo de presidente do Senado horas antes da eleição. Na tarde desta segunda-feira, 1º, Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Major Olímpio (PSL-SP) e Lasier Martins (Podemos-RS) anunciaram: estão fora da briga pela sucessão de Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Leia mais: “Rodrigo Pacheco defende governabilidade”

Com a tripla desistência, o pleito que definirá o próximo ocupante da presidência do Senado Federal e, consequentemente, do Congresso Nacional contará com apenas dois candidatos: Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS).

A atitude de Kajuru já era aguardada. Conforme noticiou Oeste na semana passada, ele havia declarado que a sua candidatura era somente para ganhar tempo na tribuna do plenário — de onde confirmou sua saída da disputa para prestar apoio à emedebista, que não conta com apoio formal nem do próprio partido.

Integrantes do chamado Muda Senado, bloco informal que conta com a simpatia de cerca de 20 dos 81 senadores, Major Olímpio e Lasier Martins seguiram, no fim das contas, caminho similar ao do integrante do Cidadania de Goiás. Assim, também usaram a atual sessão para abrir mão de suas candidaturas.

Do PT a Bolsonaro

Do mesmo partido de Davi Alcolumbre, Rodrigo Pacheco chega ao dia da eleição do Senado tido com base de aliança. Ele conta com apoio de nove partidos. Na lista, aparecem de legendas de esquerda, como é o caso do PT, ao Republicanos, partido que atualmente acolhe o senador Flávio Bolsonaro (RJ).

Leia também: “Eleições no Congresso: o que é importante saber”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês