Senador Marcos Rogério critica pedido de prisão de Roberto Dias

Parlamentar afirma que a decisão do presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), é arbitrária e ilegal
-Publicidade-
Marcos Rogério participou de <i>Os Pingos nos Is</i>
Marcos Rogério participou de Os Pingos nos Is | Foto: Reprodução/YouTube

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) concedeu entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan, exibido nesta quarta-feira, 7. Durante a conversa, o político falou sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Pedido de prisão de Roberto Dias

Segundo Marcos Rogério, o pedido de prisão de Roberto Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, é ilegal. “A decisão é tão arbitrária que não houve apoio sequer do G7 [grupo majoritário da comissão]”, afirmou. “Além disso, o critério de aferição do crime de falso testemunho é subjetivo — não é o presidente da CPI que deve definir isso.”

-Publicidade-

Conforme noticiou Oeste, o pedido de prisão de Roberto Dias foi determinado pelo presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM).

O senador de Rondônia afirma que, quando os depoentes proferem declarações contra o governo federal, são avaliados como pessoas verdadeiras. No entanto, quando fazem observações a favor do presidente Jair Bolsonaro, são considerados mentirosos. “A assertiva de quem diz verdade ou mentira depende do animus do presidente da CPI”, criticou.

Atuação do Senado

Para Marcos Rogério, é lamentável assistir a integrantes do Senado concordarem com o pedido de prisão de Roberto Dias. “Essa Casa foi palco de arbitrariedade, de ofensa à Constituição Federal e às garantias fundamentais”, afirmou. “Aquilo que não queremos ver em prática em instâncias do Judiciário, dentro do Senado é praticado à exaustão.”

O parlamentar diz ter pedido ao presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a suspensão da determinação imposta por Omar Aziz. “Ele está avaliando, junto à comissão diretiva do Senado Federal”, explicou. “É possível termos uma nova decisão nesta quarta-feira, porque o caso está sendo analisado.”

CPI das Narrativas

De acordo com Marcos Rogério, a CPI da Covid promoveu tão somente narrativas acusatórias, uma vez que não foram apresentados fatos ou evidências que atribuam ao governo federal quaisquer crimes. “É lamentável. Todos gostaríamos de ver a investigação ocorrendo de maneira adequada, combatendo os eventuais crimes.”

O senador rondoniense diz haver suspeitas gravíssimas de corrupção nas gestões estaduais e municipais. “O Consórcio Nordeste é um exemplo clássico”, afirmou. “Ali, houve compra, pagamento antecipado e não recebimento de respiradores. É um caso que deveria ser investigado, pois relatórios da Polícia Federal apontam a existência de crimes.”

Leia também: “Forças Armadas repudiam ataques de Omar Aziz”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site