Senadores da CPI da Covid fazem ‘visita de solidariedade’ a Alexandre de Moraes

Membros da comissão também pediram, formalmente, o compartilhamento de dados do inquérito das fake news
-Publicidade-
Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes | Foto: Jane de Araújo/Agência Senado
Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes | Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Senadores da CPI da Covid fizeram nesta terça-feira, 24, uma “visita de solidariedade” ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, alvo de um pedido de impeachment protocolado pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada.

O encontro ocorreu na sede do Supremo e contou com a presença de cerca de dez senadores, entre integrantes da cúpula da CPI e oposicionistas.

Leia mais: “Pedido de impeachment de Moraes não tem fundamento jurídico, alega OAB”

-Publicidade-

Os membros da comissão também pediram, formalmente, o compartilhamento de dados do inquérito das fake news com a comissão, nos pontos que tratam de divulgação de informações falsas em relação ao enfrentamento à pandemia.

“Estou indo, acompanhado de alguns integrantes da CPI da Pandemia, fazer uma visita de solidariedade ao ministro Alexandre”, escreveu o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Pedido de Impeachment

Bolsonaro afirma que “os atos recentemente praticados” por Moraes “transbordam os limites republicanos aceitáveis”. O presidente pede que o ministro seja destituído do cargo pelo cometimento de crime de responsabilidade e que seja impedido de exercer função pública por oito anos.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

27 comentários

  1. O mérito é todo nosso, com a eleição de Bolsonaro, sua postura e a nossa, conseguimos ir apartando o joio do trigo, de maneira que hoje, sem qualquer sombra de dúvidas, podemos distinguir a maioria dos indivíduos que prejudicam o desenvolvimento do Brasil.
    Vamos à higienização da coisa pública!

  2. São tão baixos que se aproveitam de um acontecimento, para formar pacto com os seus algozes, para que suas faltas sejam engavetadas eternamente e em troca, garantem que farão tudo, o possível e o impossível para tirar o Presidente Bolsonaro do fronte. Olha que já tentaram isto com o Adélio lá no começo com o uso de uma “arma branca” e hoje, qual será a arma a ser usada???

  3. A…. ta…. eles representam alguma de bom para país ? Assim como o Ministro em questão ? Foram agradecer ao ministro por ter livrado dos Governadores do partido/ Estado deles, de depor na CPI .

  4. Hoje, podemos dizer que não há brasileiro que não seja obrigado a tomar partido, a escolher um lado. As máscaras caem e os canalhas se unem e se revelam! Que os homens de bem sejam valentes e reajam!

  5. Patético! Visita de solidariedade de personagens envolvidos em inúmeros processos por corrupção e outros crimes deveria deixar qualquer pessoa bem envergonhada!

  6. Significa que o compadrio é intenso entre esses dois poderes, aliás o legislativo e a quarta instância, já que as demais instâncias se sucumbiram. Esses senadores não têm nada de solidariedade, essa visita é somente para insultar o presidente. São senadores esquerdopatas, com os rabos atolados em processos. Deveriam aproveitar a visita e falar para o ministro visitado que ele não é o rei do Brasil.

  7. É de dar nó nas tripas.
    Que 7 de setembro nos ajude a livrar o Brasil das trevas do STF, da CPI e do congresso. Não dá pra desejar às “nobres EXCIAS” outra coisa, senão muita me&d@ na vida deles. Eles vão pagar caro por todo o mal que fazem. A justiça Divina tarda, mas não falha.

  8. Apoiam um ministro que desrespeita a constituição em troca de manterem seus processos no fundo da gaveta até expirarem por decurso de prazo. Merecem nosso desprezo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro