Senadores votam decreto de calamidade pública nesta sexta-feira

Governo pretende com a medida descumprir as metas fiscais estabelecidas para 2020 e direcionar recursos ao combate contra o coronavírus
-Publicidade-
Plenário do Senado Federal. Foto: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO
Plenário do Senado Federal. Foto: ROQUE DE SÁ/AGÊNCIA SENADO | plano de saúde especial do Senado

Governo pretende com a medida descumprir as metas fiscais estabelecidas para 2020 e direcionar recursos ao combate contra o coronavírus

O Senado Federal vota nesta sexta-feira, 20, a partir das 11h, o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 88/2020, que reconhece o estado de calamidade pública no Brasil. A medida já passou pela Câmara e, se aprovada pelos parlamentares da Casa, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

-Publicidade-

Conforme noticiou Oeste, o governo pretende com a medida descumprir as metas fiscais estabelecidas para 2020 e, assim, direcionar recursos a ações de combate à pandemia de coronavírus no Brasil (covid-19).  A sessão deliberativa será remota, ou seja, senadores poderão debater o assunto e votar a matéria pelo computador, sem estar presentes no plenário.

Diante da urgência do tema, o líder do MDB, senador Eduardo Braga (AM), disse numa rede social que conversou com o presidente em exercício do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), e o líder do governo, Eduardo Gomes (MDB-TO) para garantir que a proposta seja aprovada nesta sexta.

“Em conversa com o senador Anastasia, presidente em exercício do Senado Federal, e com o Líder Eduardo Gomes, acertamos que, com ou sem sistema remoto de votação, aprovaremos o Decreto de Calamidade Pública por entendimento ou contrasenha por telefone”, escreveu o senador em sua conta pessoal.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.