Sindicatos atacam portaria que impede demissão de não vacinados: ‘Insegurança’

Ministério do Trabalho se manifestou a favor da liberdade individual
-Publicidade-
Nota foi publicada na terça-feira 2
Nota foi publicada na terça-feira 2 | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Nove centrais sindicais se manifestaram contra a portaria do Ministério do Trabalho e Previdência que proíbe a demissão de não vacinados. “Cria-se um ambiente de insegurança e desproteção sanitária”, informou o grupo, em nota publicada na terça-feira 2. No documento, os esquerdistas defendem a compulsoriedade do imunizante anticoronavírus. “Ao contrário de uma ação autoritária, a obrigatoriedade da vacinação se baseia na responsabilidade de cada um com o coletivo, sendo, desta forma, uma ação democrática.”

“China faz aporte milionário em sindicatos brasileiros”

Conforme o governo federal estabeleceu, “ao empregador é proibido, na contratação ou na manutenção do emprego do trabalhador, exigir quaisquer documentos discriminatórios ou obstativos para a contratação, especialmente comprovante de vacinação, certidão negativa de reclamatória trabalhista, teste, exame, perícia, laudo, atestado ou declaração relativos à esterilização ou a estado de gravidez”. O rompimento do vínculo profissional por esse motivo dá aos empregados o direito à reparação por dano moral.

-Publicidade-

Signatários da nota contra Bolsonaro

Assinam a nota contra o Poder Executivo a Central Única dos Trabalhadores, a Força Sindical, a União Geral dos Trabalhadores, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, a Nova Central Sindical de Trabalhadores, a Central dos Sindicatos Brasileiros), a Central Sindical e Popular Conlutas, Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Pública Central do Servidor.

Leia também: “O escândalo do passaporte sanitário”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 58 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

26 comentários Ver comentários

  1. Eles acham que coação é uma forma bonita de fazer com que a pessoa seja obrigada a tomar esse experimento. São uns tiranos mesmo. Se fossem boas essas pseudo vacinas, ninguém precisava obrigar!

  2. Esses sindicatos são uns cretinos que não fazem nada pelo trabalhador, me arrependo de pagar um. E mais insegurança é tomar uma vacina experimental, sem nenhuma segurança e que está matando, mas isso a mídia não fala. Calem a boca subversivos. A liberdade é fundamental, o direito individual também! Toma quem quer, abaixo a obrigatoriedade.

  3. Os sindicalistas são, por padrão, paranóicos devido à ignorância e/ou, pelos sindicatos almejarem padronizar a todos os trabalhadores, desencontrados!
    Se é a tendência ficar cada vez mais aceito pelo imaginário social que a vacinação protege ao vacinado, então, dedução lógica, o trabalhador não vacinado que não queira se vacinar será o maior prejudicado.
    PORÉM, os sindicatos, com seu poder de padronização, já determinam que NÃO (ponto final)

  4. Não dava para esperar diferente.
    O Brasil e o trabalhador que se dane, veio da PR, os comunistoídes são contra claro.
    Estão ensanguecidos pela volta da esquerda ao poder, aí sim a contribuição sindical volta a ser compulsória e podem continuar sem trabalhar como fazem à décadas.

  5. É para cair o cú da bunda, sindicatos são umas pragas, verdadeiros sanguessugas, se eu pagasse um centavo para manter esses parasitas, estaria puto com isso.

  6. Um bando de parasitas, acabou a mamata dessa cambada, em vez de reivindicar emprego do trabalhado agora querem que sejam obrigados a se vacinar, cambada de comunista vagabundos.

  7. “Cinicalistas” vagabundos, não trabalham, e agora são a favor de demissões de trabalhadores, máscaras caindo, sabemos a quem servem este bando de aproveitadores inúteis.

  8. Que horror, a CUT em favor das demissoe, do desemprego, nao pensei que iria viver para ver isso, eles deviam concordar e pressionar para que os empregadores fikzessem teste de covid nos funcionarios ou pedisse o comprovante de anticorpos, mas nao, eles querem aumentar o desemprego, espero que o povo acorda e veja de que lado a CUT esta

  9. Não haveríamos de nos surpreender, a esquerda tem fascínio por uma ditadura que imponha as suas ideologias.
    Sou favorável à vacinação, mas não à obrigatoriedade.
    Sigamos a Constituição.

  10. Isso foi bom acontecer para que os trabalhadores, que pagam regiamente seus impostos, vejam a olho nu a quem os sindicatos servem! É tirem o cavalo da chuva se acham que eles ligam pro trabalhador. Mero engano! Eles apenas usam os trabalhadores com o massa de manobra para seus fins escusos e para explora-los , arrancando-lhes até mesmo suas visceras. Está na hora do povo acordar e dar um basta a esses sindicatos.

  11. Se o PR tivesse aprovado demissões de não vacinados, os sindicatos iriam às ruas protestar contra o desemprego. Serão sempre do contra pra provocar.

  12. Nenhuma novidade, por parte desses sindicatos de parasitas da lacrosfera: demissão de trabalhadores por qualquer motivo, sempre foi uma bandeira dessa corja; mas como a medida de proteger empregos vem do Governo Bolsonaro, daí são contra… hipócritas de meia tigela…

  13. Já poderia esperar mesmo que os vermes da esquerda fossem se manifestar e ir contra a decisão do presidente Bolsonaro !
    Malditos !!!
    E o pior que ainda tem apoio de a mídia esgoto e Cia .

  14. SINDICATOS DEFENDE TRABALHADOR? MASCARAS SINDICAIS CAINDO PRO ESGOTO:
    Assinam a nota contra o Poder Executivo a Central Única dos Trabalhadores, a Força Sindical, a União Geral dos Trabalhadores, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, a Nova Central Sindical de Trabalhadores, a Central dos Sindicatos Brasileiros), a Central Sindical e Popular Conlutas, Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Pública Central do Servidor.

  15. Bando de vagabundos que não sabem o quê é uma carteira de trabalho !!! Parasitas do erário público ! Viúvas do marginal de nove dedos !!

  16. Não há outro jeito, temos que conviver com esses vagabundos, isso é um câncer de difícil remoção. Em 2019 eles foram extirpados mas agora, com esses rumores da volta do ladrão Nove Dedos, provocou uma recidiva, saíram do período de hibernação mas voltarão ao subterrâneo das catacumbas. Conhecem aquela praga da tiririca? Pois é, mais ou menos isso daí.

  17. Essa esquerdalha comunista de merda, juntamente com o estado aparelhado e a imprensa órfã do nosso suor e de audiência, conseguiu nos tornar radicais.
    Que se atrevam a pelo menos “fazer cosquinha” no verdadeiro EXÉRCITO DA DIREITA CONSERVADORA!!!
    Já nas eleições de 2018 prenunciaram a covardia de não aceitarem os resultados, e estabeleceram o “dia do fico” à frente o guerrilheiro Zé Dirceu mijando no “poste”.
    E não largam o osso essa matilha dosseminadora do caos.
    Teremos 1 ano de riscos à sociedade, vez que 3a via no país com tantos marginais que se atreveram a administrá-lo ficou complicado.
    Então só lhes resta rebeliões de cangaceiros urbanos, ou mesmo eliminação de atores conservadores com estes métodos característicos da esquerda mundial.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.