Sobrepreço bilionário em material escolar faz FNDE entrar na mira da Câmara

CGU apontou superfaturamento de R$ 1,6 bilhão em compras e governo cancelou certame

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Gasto acima do previsto passaria de bilhão | Foto: Reprodução
Gasto acima do previsto passaria de bilhão | Foto: Reprodução

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) está na mira de deputados federais depois de uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) apontar um sobrepreço de quase R$ 1,6 bilhão na compra de cadeiras e mesas escolares.

Na próxima terça-feira 5, o presidente do FNDE, Marcelo Lopes da Ponte, deve prestar esclarecimentos aos deputados da Comissão de Educação.

De acordo com requerimento apresentado pelos petistas Pedro Uczai (SC) e Rogério Correia (MG), “ao apurar os dados da licitação aberta para a compra de dez milhões de mesas e cadeiras, a CGU encontrou, além do sobrepreço de quase 1,6 bilhão, outras irregularidades. As mais evidentes são: a quantidade solicitada, o dobro da necessária para atender a demanda, e erros de digitação que acarretariam prejuízo de 176 milhões de reais aos cofres públicos.”

-Publicidade-

Depois das informações divulgadas pela CGU, a compra supostamente superfaturada foi cancelada pelo governo federal.

O FNDE está sob holofotes desde a prisão no último dia 22 do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura.

Ribeiro é investigado por suspeitas de envolvimento em corrupção e tráfico de influência durante o período em que comandou o Ministério da Educação (MEC), entre julho de 2020 e março de 2022.

A principal acusação é de que a pasta privilegiava prefeitos indicados pelos pastores em repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FDNE).

Pacheco decide esta semana sobre CPI

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), vai decidir nesta semana sobre abertura de Comissões Parlamentares de Inquérito que focam a Educação.

Hoje, há um pedido de CPI para investigar a gestão de Milton Ribeiro para saber se há elementos que envolvam o ex-ministro em casos de corrupção e tráfico de influência apurados pela Polícia Federal no âmbito da Operação Acesso Pago. Outra solicitação de CPI é para apurar obras inacabadas na área da educação nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT.

A decisão final, de acordo com o senador mineiro, vai depender da análise do tema na reunião com líderes partidários. “Vou expor [aos líderes] as decisões técnicas, regimentais sobre apensamento ou não, sobre ordem cronológica ou não, sobre os requisitos cumpridos ou não. É isso que me cabe fazer ao colégio de líderes”, disse Pacheco, durante coletiva de imprensa na última semana.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

    1. E aí defensor da quadrilha, Vai querer que investiguem:
      Marcos Valério delata relação do PT com o PCC
      Em depoimento à PF, o operador do mensalão revelou que parlamentares petistas eram financiados pelo crime organizado

  1. Engraçado, como exite o fanático dos dois lados e o ser supremo isentão que está acima de tudo e todos. A pessoa sempre tende a fazer uma análise tendenciosa, ignorando o cenário macro e fazendo real comparativo entre como era e como é. Busca reportagens que embasam sua tendência intelectual, pra depois deitar “tranquilo” com um “bem informado, portanto, correto” escrito na testa. Vive numa realidade utópica, onde as informações são coletadas a seu bel prazer, como se numa prateleira de supermercado. Deveria ter gasto seu domingo com a família, ao invés de ter passado o dia todo se justificando na internet. Já dizia Enéas: tem gente que só acredita no que lhe é mostrado. A mídia, que sabe bem disso, está aí para usufruir dos idiotas úteis de plantão.

  2. É um Governo sem corrupção? Vagabundos em todos as esferas administrativas. Sem fala no Pedro Guimarães, o tarado e o assediador moral. CD Bolsonoro que não falou nada, ele mesmo assedia as mulheres é só pesquisar! Queria saber se fosse com a família dele e os que defende.

  3. Quem do TCU que vaza investigação para os esquerdopatas?
    Os próprios ministros pedem apuração ao TCU, e esse passa para os petebas, esses por sua vez ficam chorando para o stf como se estivessem preocupados com desvios.
    Será que é o ministro do TCU vital do rego da paraíba que além de atrapalhar o andamento de obras, ainda, faz vazamentos?
    Ministro vital do rego da paraíba é irmão do senador vital do rego, ambos são filhos da senadora Nilda Gondim da Paraíba, ela tenta se reeleger senadora nesse ano de 2022.
    Paraibanos, ajuda aí, não votem nessa daí!

  4. …As mais evidentes são: a quantidade solicitada, o dobro da necessária para atender a demanda, e erros de digitação que acarretariam prejuízo de 176 milhões de reais aos cofres públicos.”
    Significa que, no caso, está havendo, não um sobrepreço, mas sim um aumento em dobro nos quantitativos. Obviamente o material será distribuido e o que exceder ficará em estoque para casos futuros, o que é perfeitamente factível. Não estou querendo porém, justificar essa compra em excesso de material escolar, diga-se de passagem.

  5. Como os petistas viram sérios e honestos a cada caso assim, onde se denuncia uma provável possibilidade de um erro. Foi assim também com as vacinas, lembram? O tcu filtrou, viu o erro ou defasagem e a licitação foi imediatamente cancelada e será toda realizada. No passado, a compra era concretizada e o dinheiro repassado a toda turma, e tudo bem, não tínhamos moralistas de plantão, que se esqueceram de todos os roubos efetuados pelo maldito pt e aliados. Se assanham, mas não vão achar um centavo roubado.

  6. É uma falta de conhecimento grosseiro, não saber que uma das principais a razões da existência da CGU é justamente intervir nas licitações para que não haja irregularidades ou erros! É uma forma de prevenção!

  7. Me lembra o filme Minority Report, antes que aconteça o desvio, é detectado, não tendo prejuízo para o erário, já durante os governos do PT, os desvios atingiram cifras que ultrapassam a casa do trilhão, só para a Petrobras foram devolvidos 6 bilhões de reais, as diferenças são astronômicas, porém a narrativa da esquerda é sempre a mesma, acuse-o do que você faz, smj.
    Assalam Alaikum.

  8. O certame provavelmente ocorreu pela modalidade de licitação, onde usa-se o “pregão eletrônico”. Quem oferece o menor preço ganha. Sobre a quantidade acredito que a licitação considera um número a mais, o que é normal com o fim de dar flexibilidade de outras compras futuras, usando-se o mesmo certame.
    A CGU é um filtro importantíssimo nesse processo, pois consegue ir mais fundo na verificação contratual. É como o PR vem falando, sempre antes de comprar há que se passar por filtros, e é o que estamos vendo. Sei que as viúvas do pt ficam torcendo para o quanto pior melhor, mas torna-se crível aguardar o desenrolar dos acontecimentos.

    1. Vc só é um jumentóide cretinio e débil mental que por ser um mau caráter vai dormir tranquilo… e acha que trazendo essas narrativas mentirosas esta informando… vc é um desinformante profissional de quinta seu Zé ruela!

  9. Ótimo que assim o seja, corta-se o mal pela raiz, agora uma questão que me intriga, onde estavam os TCU, CGU, Contoladoria da União e outros Us mais durante a farra com o dinheiro público durante os 16 anos da petralhada?

    1. Não houve corrupção pois não houve compra, muito menos pagamento! É pra isso que existe esses órgãos de fiscalização, manda parar antes da possível irregularidade se concretizar, principalmente a CGU! Todos os editais de licitação tem que ser enviado para a CGU antes de ser feita a compra, se aprovado é publicado e começa o certame!

    2. É isso mesmo, Paulo! É mais eficaz e muito mais barato impedir o crime antes que ocorra. Ou então alguns encantados pelo ex-presidiário vão advogar que não adianta punir crimes já ocorridos. Um governo que combate e até impede crimes de corrupção é sempre malvisto por quem se sente prejudicado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.