SP desativa barreira sanitária no Aeroporto de Congonhas

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a medida se justifica pela estabilização de casos de covid-19 na cidade
-Publicidade-
Não existem mais barreiras sanitárias no Aeroporto de Congonhas
Não existem mais barreiras sanitárias no Aeroporto de Congonhas | Foto: Divulgação/Aeroporto de Congonhas

A prefeitura de São Paulo desativou na última sexta-feira, 15, as barreiras sanitárias no Aeroporto de Congonhas e em três terminais rodoviários da capital. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a medida se justifica pela estabilização de casos de coronavírus na cidade. “O objetivo da ação foi evitar a disseminação das variantes do vírus Sars-CoV-2”, explicou em nota.

Desde 27 de maio, as equipes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde trabalhavam no Aeroporto de Congonhas e nos terminais da Barra Funda, Tietê e Jabaquara. No aeródromo, foram registrados 157 casos sintomáticos de covid-19 em 555,7 mil abordagens. Nos terminais rodoviários, 53 de 213 mil pessoas abordadas foram identificadas com os sintomas da doença.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.