STF gasta mais de R$ 800 mil com carros durante a pandemia

Supremo continua pagando por serviços como combustível, lavagem e transporte por demanda
-Publicidade-
Sessão no Supremo Tribunal Federla | Foto: NELSON JÚNIOR/STF
Sessão no Supremo Tribunal Federla | Foto: NELSON JÚNIOR/STF

Supremo continua pagando por itens como combustível, lavagem e transporte por demanda

stf - portal da transparência - gastos com carros
Crise? STF segue engatando marchas em despesas com veículos | Foto: CANVA

Apesar de realizar sessões virtuais desde março, o Supremo Tribunal Federal (STF) mantém os gastos com serviços incluídos no item “veículos”. Os carros de luxo estão estacionados. Contudo, a Corte continua desperdiçando dinheiro público com com a frota.

-Publicidade-

Leia mais:Em meio à pandemia, deputados gastam quase 2 milhões em combustível

Desde o início da pandemia no país, o montante de despesas do tipo ultrapassa R$ 800 mil, conforme indicam os dados analisados por Oeste a partir do Portal da Transparência do STF. De março a maio, o Supremo gastou com itens classificados como peças, serviços, combustível, lavagem, rastreamento, condução de veículo e transporte terrestre por demanda.

O último item é a forma como são caracterizados os reembolsos de gastos com táxis e carros de aplicativos como Uber e 99. A soma deu R$ 37.588,19 ao longo dos últimos três meses — valor superado pelas despesas com combustível, R$ 58.396,70. Condução de veículos é o item que mais pesou nas contas: R$ 647.259,42.

Oficialmente, os ministros estão trabalhando de casa, com os julgamentos ocorrendo de modo virtual.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. Pois é, ….. o mais incrível é que eles estão em teletrabalho decretado até o final do ano, …..Acho que daria uma ação popular, ou por improbidade administrativa…..

    1. Eles fazem de propósito para debochar do povo. São uma corja como jamais se viu, lembram os arrogantes nobres franceses que cuspiam na plebe. Espero que a história se repita.

  2. Será que os “Supremos” estão usando seus assessores para irem ao mercado, farmácia e etc, enquanto os próprios “Excelsiors” mantêm exemplarmente o confinamento do Fique em Casa? É só uma pergunta…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.