STF marca sessão que pode desbloquear R$ 6 milhões de Lula

Patrimônio foi retido pela Operação Lava Jato
-Publicidade-
O ex-presidente se tornou elegível graças ao STF
O ex-presidente se tornou elegível graças ao STF | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Entre os dias 6 e 16 de agosto, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir se o ex-presidente Lula poderá reaver R$ 6 milhões em bens bloqueados pela Operação Lava Jato. O colegiado é formado pelos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Edson Fachin e Nunes Marques. O patrimônio consiste em imóveis, veículos, investimentos e saldos bancários, conforme a Veja, que teve acesso a documentos.

O defesa de Lula entrou com o pedido em 18 de março, dez dias depois de Fachin ter decidido anular as duas condenações do petista. Os advogados do esquerdista argumentam que o juiz Luiz Antonio Bonat (substituto de Moro nos processos) desrespeitou a decisão da Corte ao manter os bens de Lula bloqueados na Justiça Federal do Paraná. Portanto, solicitaram o acesso ao patrimônio milionário.

Leia também: “O dono do Supremo”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 53 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site