STF tem 377 julgamentos parados por pedido de vista

Entre os processos pendentes na Corte, estão as ações contra os decretos de armas do presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Gilmar Mendes ocupa o páreo de pedidos de vista
Gilmar Mendes ocupa o páreo de pedidos de vista | Foto: Nelson Júnior/STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciará os trabalhos de 2021 com 377 julgamentos suspensos pelos “pedidos de vista”. Trata-se de um dispositivo usado pelos ministros para garantir mais tempo na avaliação de processos.

Publicados nesta terça-feira, 11, pelo site Poder360, os dados são do portal do STF. O levantamento considerou pedidos de vista sem devolução — casos que ainda estão nos gabinetes e não foram liberados para julgamento.

Entre os processos pendentes no STF, estão as ações contra os decretos de armas do presidente Jair Bolsonaro. As normas foram suspensas pelo ministro Alexandre de Moraes. Nunes Marques pediu vista em setembro.

-Publicidade-

Outra discussão travada na Corte discute o poder de requisição das Defensorias Públicas. O caso tem sido acompanhado de perto por defensores, que temem perder uma prerrogativa de trabalho — a categoria pressiona a Corte.

Em novembro do ano passado, Moraes pediu vista do processo, que segue suspenso na Casa.

Ranking de pedidos de vista no STF

Gilmar Mendes ocupa o páreo de pedidos de vista: 89. O segundo lugar é do ministro Alexandre de Moraes (45), com Nunes Marques em terceiro (47).

Leia também: “E se o governo mandasse o STF passear?”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 93 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.