-Publicidade-

STJ homologa delação premiada de ex-secretário de Saúde do Rio

STJ homologa delação premiada de ex-secretário de Saúde do Rio.
Witzel pode se complicar bastante com delação do ex-secretário Edmar Santos | Foto: Philippe Lima/Governo do Estado do Rio
Witzel pode se complicar bastante com delação do ex-secretário Edmar Santos | Foto: Philippe Lima/Governo do Estado do Rio | edmar santos, delação premiada, stj, pgr, wilson witzel, governo do estado do rio de janeiro, covidão fluminense

Edmar Santos vai devolver R$ 8,5 milhões aos cofres públicos do Estado e permanecerá solto durante investigação

edmar santos, delação premiada, stj, pgr, wilson witzel, governo do estado do rio de janeiro, covidão fluminense
Witzel pode se complicar bastante com delação do ex-secretário Edmar Santos
Foto: Philippe Lima/Governo do Estado do Rio

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) homologou a delação premiada do ex-secretário estadual de Saúde do Rio, Edmar Santos, acusado de ser parte de um esquema de desvio de verbas destinadas ao combate do coronavírus no Estado.

Santos está solto desde o último dia 7 por ordem do ministro do STJ, Benedito Gonçalves e assim deve permanecer, como parte dos benefícios concedidos pela delação.

O ex-secretário também devolverá R$ 8,5 milhões aos cofres públicos fluminenses e pode complicar a vida do governador Wilson Witzel ao revelar como funcionava a fraude dentro do governo.

O processo, aliás, teve de seguir para o STJ, com investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR) devido ao foro privilegiado do governador. Witzel já tem um pedido de impeachment encaminhado contra ele na Assembleia Legislativa do Rio que só não teve o devido andamento ainda por liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês