STJ manda Crivella deixar cadeia e determina domiciliar com tornozeleira

A nove dias de deixar o cargo, Crivella foi preso acusado de chefiar o "QG da Propina" instalado na prefeitura do Rio
-Publicidade-

A nove dias de deixar o cargo, Crivella foi preso acusado de chefiar o “QG da Propina” instalado na prefeitura do Rio

| Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

​​​Em liminar dada na noite desta terça-feira, 22, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins, substituiu a prisão preventiva do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), pela prisão em regime domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica.

Após passar por uma audiência de custódia, ele foi encaminhado ao presídio de Benfica.

Leia mais: “Preso com Crivella, ex-delegado ostenta vida de luxo nas redes sociais”

O prefeito está proibido de manter contato com terceiros; terá que entregar seus telefones, computadores e tablets às autoridades; está proibido de sair de casa sem autorização e não pode usar telefones.

As medidas cautelares são válidas até que o ministro Antonio Saldanha Palheiro, relator do habeas corpus impetrado pela defesa de Crivella, analise o mérito do pedido – o que deverá acontecer após o fim do recesso.

A nove dias de deixar o cargo, Crivella foi preso acusado de chefiar o “QG da Propina” instalado na prefeitura do Rio.

“Não obstante o juízo tenha apontado elementos que, em tese, justifiquem a prisão preventiva, entendo que não ficou caracterizada a impossibilidade de adoção de medida cautelar substitutiva menos gravosa”, observou Martins.

Em sua decisão, Martins observou que Crivella tem mais de 60 anos, o que o coloca no grupo de risco de contaminação do novo coronavírus.

Segundo a investigação, ao menos R$ 53 milhões teriam sido arrecadados pelo esquema. Além dele, oito pessoas foram alvo de pedidos de prisão preventiva, incluindo o empresário Rafael Alves, apontado como operador.

Ao todo, a denúncia atingiu 26 investigados. Os crimes imputados são corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site