Supremo é favorável à vacinação obrigatória

Ministros aprovam medidas restritivas contra quem não se vacinar
-Publicidade-
No Supremo, Ricardo Lewandowski foi o primeiro a votar a favor de vacinação obrigatória no Brasil | Foto: Felipe Sampaio/STF
No Supremo, Ricardo Lewandowski foi o primeiro a votar a favor de vacinação obrigatória no Brasil | Foto: Felipe Sampaio/STF | ricardo lewandowski - stf - supremo - vacinação obrigatória

Ministros aprovam medidas restritivas contra quem não se vacinar

ricardo lewandowski - stf - supremo - vacinação obrigatória
No Supremo, Ricardo Lewandowski foi o primeiro a votar a favor de vacinação obrigatória no Brasil | Foto: Felipe Sampaio/STF
-Publicidade-

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que vacinação no Brasil pode ser obrigatória. Ao decorrer desta quinta-feira, 17, a Corte foi unânime a respeito do entendimento do relator do caso sobre imunizações no país, Ricardo Lewandowski. De acordo com o ministro, governos nas esferas municipal, estadual e federal podem adotar medidas restritivas contra quem não se vacinar — contra o novo coronavírus ou qualquer outra doença.

Leia mais: “STF volta a proibir venda de bebidas após às 20h em SP”

Além de Lewandowski, todos os outros dez ministros votaram sobre o caso no STF. Assim, a unanimidade foi formada em favor do entendimento em prol da obrigatoriedade da vacinação. Na ordem de votação, a lista foi composta por: Luís Roberto Barroso, Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Rosa Weber, Dias Toffoli e Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, o decano Marco Aurélio e o presidente Luiz Fux.

“Não é forçada, mas há medidas indiretas que a pessoa tem que cumprir e é um dever genérico”, afirmou Cármen Lúcia, indo ao encontro do entendimento de colegas de tribunal. “A liberdade não é absoluta e não pode ser contra tudo e contra todos. Egoísmo não se compadece com a democracia”, prosseguiu a ministra do STF.

____________________________

Receba destaques sobre o Poder Judiciário, a política e a economia diretamente no WhatsApp. Clique aqui e faça parte da lista de transmissão mantida pela Revista Oeste.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site