Tasso Jereissati desiste de disputar prévias do PSDB

Senador tucano esteve reunido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na segunda-feira 23
-Publicidade-
O senador tucano Tasso Jereissati recebeu o ex-presidente Lula, do PT, em Fortaleza
O senador tucano Tasso Jereissati recebeu o ex-presidente Lula, do PT, em Fortaleza | Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O senador Tasso Jereissati (CE), de 72 anos, desistiu de participar das prévias do PSDB para a escolha do candidato do partido à Presidência da República em 2022. A informação foi antecipada pelo jornalista Augusto Nunes, colunista da Revista Oeste, no portal R7.

A decisão do parlamentar teria sido tomada depois de uma série de exames médicos realizados nos Estados Unidos. Tasso teria optado por cuidar da saúde e evitar o desgaste de uma eventual campanha nacional. O anúncio formal da desistência deve ocorrer até o fim do mês.

Leia mais: “Vitória de Lula seria ‘menos traumática’ do que reeleição de Bolsonaro, diz FHC”

-Publicidade-

As prévias tucanas para definir o nome da legenda ao Palácio do Planalto estão marcadas para o dia 21 de novembro. Com a desistência do senador cearense, restam no páreo os governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

Leia também: “Em campanha, Doria reúne 500 pessoas em evento do PSDB no Rio”

Na segunda-feira 23, Tasso recebeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), rival histórico do PSDB, que fez um giro pelo Nordeste para costurar apoios em torno de sua candidatura em 2022. O petista publicou uma foto do encontro nas redes sociais e escreveu que “os democratas desse país tem a responsabilidade e o desafio de resgatar a civilidade na política brasileira pelo bem do Brasil”.

Leia também: “PSDB troca Tasso por ex-vice-líder do governo na CPI da Covid”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários

  1. Agradeço à BOLSONARO ter nos proporcionado identificar a união entre farsantes como FHC/TASSO E LULA. Como pude ter sido tucano desde a fundação do partido até 2019.

  2. Adorei estre trecho “Tasso recebeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), rival histórico do PSDB”. Rivalidade de teatro, estratégia das tesouras, FHC declarando voto em Lula, Doriana dizendo que tem que conversar com Lula… Quanta rivalidade!!! Acorda, Fábio Matos vai ler alguns livros pra entender como a esquerda age. O PT não tem partido rival, só tem UM rival: Bolsonaro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro