Toffoli permite que empresário Otávio Fakhoury fique em silêncio na CPI da Covid

Pedido de convocação foi apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues
-Publicidade-
Plenário da CPI da Covid | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Plenário da CPI da Covid | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli concedeu nesta quarta-feira, 29, ao empresário Otávio Fakhoury o direito de ficar em silêncio no depoimento à CPI da Covid.

O magistrado, no entanto, não permitiu que ele falte à oitiva, que está marcada para amanhã. Fakhoury é presidente do PTB em São Paulo, partido de Roberto Jefferson, e é vice-presidente do Instituto Força Brasil.

Leia mais: “Em sessão tumultuada da CPI, Hang nega ter financiado fake news

-Publicidade-

Apesar de autorizar que o empresário fique em silêncio, o ministro disse que fica proibido “faltar com a verdade relativamente a todos os demais questionamentos” que não o incriminem.

O pedido de convocação foi apresentado pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). O senador afirmou que Otávio Fakhoury “foi identificado como o maior financiador de disseminação de notícias falsas”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.