‘Três salários do presidiário Lula compram um respirador para salvar vidas’, diz Van Hattem

Deputado do Novo classifica como escárnio o pagamento de salários ao petista com recursos do fundo partidário e promete lutar por mudanças na legislação eleitoral
-Publicidade-
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Marcel van Hattem, do Novo, diz que, desde 2019, o partido briga contra esse tipo de brecha na legislação eleitoral. “Muitas vezes sozinhos, no ‘deserto'”
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marcel van Hattem classificou como escárnio o salário recebido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Oeste revelou nesta terça-feira, 14, que, desde janeiro, o petista recebe uma remuneração de R$ 20,4 mil pagos com recursos do fundo partidário. “Três meses de salário do presidiário Lula compram um respirador para salvar vidas. O cálculo a ser feito é esse”, critica o parlamentar.

A declaração de Van Hattem faz referência aos equipamentos utilizados em hospitais e demais unidades de saúde para socorrer vidas em meio à pandemia do coronavírus. “O respirador pode ser encontrado por valores próximos de R$ 60 mil, dependendo da cotação [do dólar]. É o valor de três meses, e estamos falando de dinheiro público que poderia ser utilizado para salvar vidas, mas está sendo utilizado para enriquecer ainda mais o ladrão condenado pela Justiça”, destaca.

-Publicidade-

A prestação de contas do PT ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que Lula recebeu duas parcelas: uma em 30 de janeiro e a outra em 3 de março — esta, referente aos “honorários” de fevereiro. O vencimento de março ainda não foi registrado nos sistemas de prestação de contas da Justiça Eleitoral.

Mudanças

O Parlamento está focado em discutir matérias estritamente relacionadas ao combate ao coronavírus. Mas Van Hattem garante que, superada a pandemia, batalhará por propor mudanças à legislação eleitoral. O objetivo é evitar que esse tipo de brecha seja mantida.

“Claro que isso tem de ser discutido. Lógico que, em nossa escala de prioridades, todo o serviço público tem de ser debatido, aprovado ou rejeitado. O Novo, felizmente, não pode ser declarado cúmplice desse absurdo. Desde o ano passado, brigamos contra esse tipo escrúpulo. Muitas vezes sozinhos, no ‘deserto'”, sustenta Van Hattem.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários

  1. O fundo partidário não deveria existir.
    Existindo, jamais poderia ser usado para sustentar ninguém, menos ainda vigarista condenado.
    Não é só o Lula que recebe dinheiro do fundo partidário.
    Vaccari e Gilberto Carvalho tb, bem como vários dirigentes de outros partidos. Li uma vez que a Dilma tb tem mesada à título de ajuda de custo.
    Não sei se é verdade.
    Ou seja, tira-se dinheiro do bolso de quem trabalha para sustentar parasitas!

    1. Sempre nós o povo que paga impostos anualmente, e sobre todos os produtos que consumimos, é esses petesadas e sua turma que recebem, sabendo que tem muitos pobres que moram em favelas !

  2. Se empregasse o dinheiro pra produção em massa dos respiradouros criados no Brasil , cada um custa em média 300,00 reais , um custo baixíssimo em relação ao importado que custa 60, 000, mas até as compra desde a importados tem corrupção, igual a compra das mascaras da China, que nem recebeu, aqui os brasileiros tem caoacidade de fazer muitas máscaras em tempo Record! Mas o negócio é falar do Lula eita ferro!

  3. Salário p’ra ex-presidente já é um deboche. Ainda reforçar o caixa do “nine fingers” com um dinheiro desses fundos (partidário e eleitoral) que não deviam nem existir é o fim da picada.

  4. Se o dinheiro que o Lularápio investiu fora do Brasil tivessem sido usados na melhoria dos hospitais brasileiros, certamente teríamos mais equipamentos para um momento como esse.

  5. Já está na hora de acabar com o PT, fecha logo essa facção criminosa, nunca vi tanto bandido junto num único partido.
    Tem que extinguir o partido e caçar todos os políticos filiado ao PT

  6. Os Partidos consomem 7 Bilhões de Reais ao ano de VERBA PÚBLICA se somarmos o Fundo Partidário, o Fundo Eleitoral e as isenções – conforme relato do Ministro do STF Alexandre de Morais, em um palestra proferida na Associação Comercial de São Paulo, em dezembro de 2018.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro