TSE ordena que mídias sociais suspendam monetização de canais com supostas fake news

Decisão atende a pedido da delegada Denise Dias Rosas, da Polícia Federal, que investiga 'ataques' ao sistema eleitoral
-Publicidade-
TSE avança sobre canais independentes
TSE avança sobre canais independentes | Foto: Roberto Jayme/TSE

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, determinou nesta segunda-feira, 16, que as plataformas Facebook, Instagram, Twitch, Twitter e YouTube suspendam o repasse de dinheiro oriundo de monetização a canais investigados por suposta disseminação de notícias falsas sobre as eleições no Brasil.

A decisão atende a pedido da delegada Denise Dias Rosas, da Polícia Federal, que investiga “ataques” ao sistema eleitoral. A corporação identificou uma engenharia supostamente criminosa que, de acordo com as investigações, transformou a divulgação das notícias falsas sobre as urnas em negócio.

Leia mais: “Democracia na marca do pênalti”, conto de Guilherme Fiuza publicado na Edição 70 da Revista Oeste

-Publicidade-

Segundo a decisão, os valores que seriam repassados pelas plataformas a esses canais ficarão indisponíveis e serão depositados em uma conta judicial até o fim das investigações. Os canais seguem no ar, entretanto.

“De fato, na maior parte do conteúdo analisado, o que se constata não é a veiculação de críticas legítimas ou a proposição de soluções para aperfeiçoar o processo eleitoral — plenamente garantidas aos cidadãos e aos meios de comunicação —, mas sim o impulsionamento de denúncias e notícias falsas acerca de fraudes no sistema eletrônico de votação, que, contudo, já foram exaustivamente refutadas diante de sua manifesta improcedência, inclusive pela própria Polícia Federal”, escreveu Luis Felipe Salomão.

Leia também: “Um duelo perigoso”, artigo de J. R. Guzzo publicado na Edição 73 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

34 comentários

    1. Os argumentos pra tentativa de CENSURA PRÉVIA da opinião pública são sempre os mesmos… uma “suposta” organização (que nunca é objetivamente definida) que financia fakenews (que muitas vez sequer são notícias, mas opiniões de especialistas)…
      esquema de os métodos

    2. O suposto JUÍZ (TSE) é também PARTE (TSE) e quem pediu a investigação (TSE)… e determina a censura mesmo antes de qualquer conclusão da investigação… nossa Justiça virou um TRIBUNAL DE EXCEÇÃO.

      1. E note que eles agem de maneira organizada, como são 11 no stf, mais tantos no stj e agora no tse outros tantos, eles se revezam e a cada semana, ou duas, uma das forças postas lá por notórios fracassados se agiganta para cima do gov central, esse sim, eleito democraticamente. E desta forma criam diversos problemas, e qdo o gov começa a se libertar e desmentir esta primeira força, outra se levanta, e tudo se repete. Como governar um país desta forma??? Bom, ao menos sabemos exatamente quem, e o tamanho do problema!

      2. Fica notória mais uma tentativa de INTIMIDAÇÃO de imprensa LIVRE, mais uma tentativa de silenciar as vozes que pedem eleições mais TRANSPARENTES. Tudo com base em um INQUÉRITO DE GAVETA que fere nossa Constituição! Que vergonha, TSE!

    1. Então a Globo, Estadão, Folha também tem que entrar, hoje são os maiores divulgadores de Fake News.A guerra já está declarada, agora é no campo de batalha .

  1. Nada mais me surpreende nesses canalhas. Enfim, um dia que prometia ações deste governo contra essa tirania, passou ao largo e nada aconteceu. Estamos entregues a psicopatas de um lado e a pessoas transtornadas que vivem em um mundo irreal de outro. É essa a tal “pátria amada Brasil”. E o pior que ainda vemos uns pobres criaturas se enrolando em bandeiras e indo para as ruas numa vã esperança de dias melhores.

  2. Tempos sombrios. Estamos num país no qual a expressão é livre, desde que seja falado o que eles querem ouvir. Acho que a nova Rússia é aqui.

  3. É a mesma delegadazinha que quis fazer busca e apreensão no Palácio do Planalto “por financiar o gabinete do ódio”. É cachorrinha do Xandy.
    A PF PRECISA DE UMA DEDETIZAÇÃO URGENTE!

  4. São decisões sempre assim: supostos sites fascistas, suposta organização criminosa, suposta fake news, suposta fraude e muitas suposições. Suponho que já estamos em uma ditadura de alguns juristas e supostamente a população e os “jornazistas” ainda não perceberam.

  5. Desde a queda da Monarquia as mesmas 18 famílias vem comandando o País. Olhando seu interesse e se servindo do Brasil. Bolsonaro foi um acidente de percurso para este pessoal. Sabem que ele se reelege sem a mídia ou dinheiro porque ele canaliza o desejo do Povo. E Povo é o que esta elite mais teme. A Democracia brasileira que era de péssima qualidade foi rompida, a ruptura já aconteceu. Uma eventual ruptura vai durar 20 ou 25 anos, mas estas pessoas estão embriagadas na vaidade e total desconexão com a realidade do brasileiro médio, conservador e cristão. Quando terminar, a maior parte destas excelência nem vai mais estar vivas. Este filme eu já vi antes.

  6. PATRIOTAS, TEMOS QUE DAR A RESPOSTA NA PRÓXIMA ELEIÇÃO!! VAMOS ELEGER UM PARLAMENTO COMPROMISSADO EM BANIR ESSA TIRANIA DO BRASIL. FORA DESNECESSÁRIO TSE!!!

  7. Que loucura!
    Perderam por completo o senso de pertinência a um povo, que como todo povo possui cabedal moral, e ético, as Leis e a uma Constituição!
    Atuam em todos os campos fora de suas respectivas áreas de atuação, em conjunto com os maiores corruptos do País, sabotando, bloqueando, impingindo prejuízos e danos morais aos cidadãos que, como parte legítima do povo, são absolutamente autênticos e pertinentes em suas reivindicações ao governo.
    Aonde e onde vamos parar?
    Pessoas limitadas, baixas, prepotentes, presunçosas, ditatoriais e totalitárias, foram ocupando espaços vitais na sociedade com o intuito de descarregarem seus complexos e frustações pessoais num Brasil socialista-comunista, a revelia de tudo e de todos os de bom senso e de bem no País, por entenderem que assim, a sociedade brasileira se adeque às suas necessidades, minimizando os efeitos, sobre eles próprios, de suas mentes doentias!
    Fica evidente a ação conjunta e coordenada do crime organizado em calar toda e qualquer forma de obtenção de informação que não seja via os veículos tradicionais (Globo, Uol, Folha, Estadão, ….), que têm a missão de minar para o povo o atual Governo.
    Nossa luta contra a corrupção já é aberta há algum tempo, o desespero e o mau-caratismo deles, já os fizeram extrapolar toda e qualquer limitação legal!

  8. Só num país onde o Direito é de, e para, alienados, que a parcela da população que exige maior segurança no sistema eleitoral é considerada criminosa!

  9. Deveriam debater os riscos elencados no artigo do colunista J. R. Guzzo, onde se mostra claramente os pontos vulneráveis da votação eletrônica e não simplesmente ficar defendendo a urna e o atual sistema vulnerável. Todos que fazem críticas estão sendo perseguidos, onde está a democracia? Só vale para a esquerda?

  10. Se o STF e seu puxadinho TSE forem prender quem os espinafra, tem que prende a maior parte dos brasileiros. O pano de fundo é outro, pois as emas e os Ipês do DF sabem quem tem gente lhes cobrando faturas, com coação pura e simples. Por acaso, a fala do Zé ” Daniel ” Dirceu sobre tomar o poder, repetida por Barroso, não mereceria uma investigação? O problema é que os termos da cobrança fariam consulentes do João de Deus tremer como quem tem febre sezão.

  11. Nem durante a chamada “Ditadura Militar” houve tamanho ataque as liberdades individuais.
    Vergonhosas as decisões, uma avalanche de decisões vergonhosas.
    A ditadura do Judiciário existe então?
    Os privilégios já são sabidos.

  12. Não existe censura no Brasil! Apenas a ditadura da Toga, apoiada pelos corruptos e pelos que se locupletam, além dos idiotas úteis de sempre! Mais uma vergonha para o judiciário nanico que temos por aqui. Já passa da hora de uma reação efetiva do PR!

  13. Se quisermos resolver os problemas de vez, então devemos, conjunta ou alternativamente:

    1) Lutar pela realização de um plebiscito (candidaturas independentes, voto impresso e restringir os poderes do STF) – youtu.be/uC8IraYgCCA

    2) Acabar com a “Ditadura do Supremo” – youtu.be/NBTewR2z_30

    3) Ou, pelo menos, aprovar, via lei ordinária, uma Alternativa ao Voto Impresso (votação paralela em 2% das urnas sem que elas “saibam” que estão sendo testadas) – youtu.be/ebVV0EldkOY ..

  14. STF e TSE, os Talibans Brasileiros. De acordo com a definição de Emilio Surita, eu sou afegão médio, estou no interior do Brasil, cuidando da minha vida. Mas de uns tempos para cá, estou muito desconfortável com que vem acontecendo no Brasil, principalmente quando minha mulher me pergunta se não tem mais homens no Brasil. Não tenho dinheiro nem carisma pra começar nada, mas se começar, estarei na primeira fila para o que der e vier.

  15. O Brasil emerge em 2021 como a nova ilha do Arquipélago Gulag, a obra monumental de Alexander Soljenítsin sobre o sistema prisional da Rússia pós-revolução de 1917.

    Destaco abaixo alguns trechos. O livro pode ser adquirido em nova edição, com versão reduzida organizada por familiares do autor para que o texto de Soljenítsin alcançasse mais leitores.

    “E quantos não eram os diversos tipos de intelectuais proscritos, de estudantes inquietos, de excêntricos variados, de buscadores da verdade e de iuródivy [15], dos quais Pedro I já se esforçara por livrar a Rus [16] e que sempre atrapalham o severo e harmonioso Regime?

    E seria impossível conduzir essa limpeza sanitária, ainda mais em situação de guerra, se fossem usadas obsoletas formas processuais e normas jurídicas. Adotaram uma forma totalmente nova: a justiça extrajudicial. E quem assumiu para si aquele ingrato trabalho, de maneira abnegada, foi a Comissão Extraordinária de Toda a Rússia de Luta contra a Contrarrevolução, a Especulação e a Sabotagem (VTchK) – a Sentinela da Revolução, o único órgão punitivo da história humana a reunir em suas mãos a investigação, a prisão, o inquérito, a promotoria, o tribunal e a execução da sentença”.

    Em trecho logo a seguir de seu Arquipélago Soljenítsin revela o crime de que eram acusados.

    “Isso foi até explicado abertamente (Latsis, jornal Terror Vermelho, 1º de novembro de 1918): “Nós não fazemos guerra contra pessoas isoladas. Nós estamos exterminando a burguesia como classe. Não procurem, no inquérito, materiais e provas de que o acusado agiu, por atos ou palavras, contra os sovietes. A primeira pergunta que vocês devem fazer a ele é: a que classe pertence, que origem tem, que educação, que instrução ou profissão. Essas perguntas é que devem definir o destino do acusado. Esse é o sentido e a essência do Terror Vermelho”.

  16. Uma resposta terá que ser dada a curto prazo, pois os ditadores do poder judiciário estão aumentando, pelo péssimo exemplo do STF. Falta o pessoal da área de informática se manifestar publicamente e deixar claro que as urnas não são auditáveis e estão sujeitas à fraudes. Isso não tem lado, seria um manifesto técnico.

  17. são tão cretinos e beócios que listam plataforma que não monetizam.. nem sabem do que estão tratando mas querem controlar a vida dos outros…medem os outros pela régua deles.. e dá neste atropelo, opressão e maldade.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro